Últimas Notícias
Saúde
DF anuncia início de vacinação de crianças com 11 anos no domingo

Por Agência Brasil

DF anuncia início de vacinação de crianças com 11 anos no domingo

Crédito: Divulgação/Internet

DF anuncia início de vacinação de crianças com 11 anos no domingo

O governo do Distrito Federal (GDF) vai começar a vacinar crianças de 5 a 11 anos de idade contra a covid-19 a partir do próximo domingo (16), com o primeiro lote com 16,3 mil doses pediátricas da Pfizer.

A previsão do GDF é de que as vacinas para esse público comecem a ser recebidas nesta sexta-feira (14). Hoje (13), o Brasil recebeu uma primeira remessa da Pfizer com 1,2 milhão de doses do imunizante.  

De acordo com o GDF, as primeiras crianças a receber a vacina serão as que têm alguma comorbidade comprovada por meio laudo médico ou alguma deficiência permanente, bem como as crianças de 11 anos sem comorbidades. No Distrito Federal, esse público inicial corresponde a mais de 55 mil crianças.

O DF tem uma população com 268 mil crianças entre 5 e 11 anos de idade, de acordo com dados oficiais. Segundo o planejamento do governo distrital, a idade para aplicação da vacina contra a covid-19 será reduzida à medida que os imunizantes sejam enviados pelo governo federal.

Segundo o governo distrital, novas remessas da vacina pediátrica da Pfizer são esperadas ao longo de janeiro para suprir a demanda. Até o momento, o imunizante é o único aprovado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para aplicação na faixa etária entre 5 e 11 anos.

“As crianças devem estar acompanhadas dos pais ou dos responsáveis, com documentos que comprovem o parentesco”, alertou o GDF. Não será exigida nenhuma prescrição médica. Crianças com quadro febril não devem ser vacinadas, alertaram as autoridades sanitárias.

A vacinação pediátrica está marcada para começar neste domingo (16) em 11 postos exclusivos para a campanha infantil, que funcionarão das 8h às 17h, e onde serão disponibilizadas 10 mil doses.

As outras 6 mil doses da primeira remessa serão aplicadas de forma itinerante, por equipes móveis, em crianças com deficiência permanente e sob tutela do Estado.