Últimas Notícias
Saúde
SP anuncia redução de intervalo de doses da Pfizer para 21 dias

Por Agência Brasil

Secretaria de Saúde recebe mais de 150 mil doses de vacina Pfizer do Ministério da Saúde
Foto: Geovana Albuquerque/Agência Saúde DF

Crédito: Geovana Albuquerque/Agência Saúde DF

Secretaria de Saúde recebe mais de 150 mil doses de vacina Pfizer do Ministério da Saúde Foto: Geovana Albuquerque/Agência Saúde DF

O governador de São Paulo, João Doria, anunciou hoje (18), por meio de suas redes sociais, que o intervalo entre as duas doses da vacina contra a covid-19 da Pfizer/BioNTech será reduzido para 21 dias. Isso significa que, quem tomou a primeira dose desse imunizante no estado de São Paulo e ainda aguarda para tomar a segunda dose, poderá fazê-lo assim que completar 21 dias da primeira dose.

Quando começou a ser aplicada no Brasil, o intervalo entre as duas doses da Pfizer/BioNTech era de doze semanas, ou seja, em torno de três meses. Em setembro deste ano, o governador Doria já havia reduzido o intervalo entre as doses de doze para oito semanas. E agora ele voltou a reduzir o intervalo, para apenas 21 dias, mesmo período em que essa vacina tem sido aplicada em diversos outros países.

“Vamos reduzir de 8 semanas para 21 dias o intervalo entre a 1ª e a 2ª dose da Pfizer. A medida vai beneficiar cerca de 2 milhões de pessoas que poderão completar o esquema vacinal mais cedo em São Paulo. Vacina no braço”, escreveu Doria em suas redes sociais.

A intenção do governo paulista é aumentar rapidamente a quantidade de pessoas no estado com esquema vacinal completo. Quando uma pessoa completa o seu esquema vacinal, ela está mais protegida contra o novo coronavírus, especialmente contra a variante Delta, que já é predominante em São Paulo. Até este momento, 63,96% da população total do estado de São Paulo completou o esquema vacinal.