Últimas Notícias
Geral
Massa de ar polar seca provocou neve e geada no Sul

Por Agência Brasil

Massa de ar polar seca provocou neve e geada no Sul

Crédito: Divulgação/Internet

Massa de ar polar seca provocou neve e geada no Sul

A queda de temperatura prevista na semana passada pelo Sistema Nacional de Meteorologia (SNM) se confirmou e provocou geadas e temperaturas negativas no sul do país. A tendência apontada pelos meteorologistas é de que o frio continue “intenso” até quarta-feira (21) em grande parte do Brasil, principalmente nas madrugadas, devido à “massa de ar frio de origem polar bastante seca”.

Em nota, o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) informa que ontem (19), no Sul do Brasil, a menor temperatura foi registrada em General Carneiro, no sul do Paraná: -5,2°C. Até então, a menor temperatura do ano havia sido registrada no dia 29 de junho (-3,9°C).

Foram também registradas temperaturas negativas no planalto sul catarinense e no sul do Paraná. Em Bom Jardim da Serra (SC), a temperatura registrada ficou em -4,3°C. Em Inácio Martins (PR), a temperatura ficou em -2,4°C. Localizada na Área noroeste do Rio Grande do Sul, Santa Rosa registrou -1,8°C.

Algumas localidades da Serra da Mantiqueira (MG) também negativaram. Em Monte Verde chegou a gear, e a temperatura registrada chegou a -1,2°C. Segundo o SNM, Rio Brilhante (MS) foi a cidade com temperatura mais baixa (-1,5°C). Nevou em pontos isolados de Campos de Cima da Serra (RS) e no alto do Planalto Sul Catarinense entre a noite de domingo (18) e o amanhecer da segunda-feira (19).

“Ventos fortes, com velocidade acima dos 80 km/h, sopraram na faixa leste do Rio Grande do Sul (Pelotas atingiu 84km/h) em função do ciclone extratropical que se desloca pelo Atlântico, a leste-sudeste do Rio Grande do Sul”, informou o Inmet.

Em São Paulo, a menor temperatura foi em Rancharia, no sudoeste, com -1°C. A queda de temperatura abrangeu também o noroeste do estado. Em Valparaíso, a mínima chegou a 0,7°C.

A previsão de “geada de intensidade moderada a forte” continua para “uma ampla área da Região Sul, centrossul do Mato Grosso do Sul, parte do interior de São Paulo e sul de Minas Gerais incluindo a Serra da Mantiqueira na madrugada e nas primeiras horas da manhã desta terça-feira (20)”.

Para quarta-feira (21), a previsão é de que a geada diminua em sua área de abrangência e em sua intensidade, “mas ainda ocorre com moderada intensidade em área mais restrita ao sul do país, e de fraca intensidade sobre parte do leste de São Paulo e Mantiqueira (divisa do Rio com São Paulo)”.