Últimas Notícias
Economia
Índices de confiança do comércio e serviços sobem em junho, diz FGV

Por Agência Brasil

São Paulo - Comércio de rua reaberto após início da fase de transição do Plano São Paulo para combate à covid-19, no centro da capital.

Crédito: Rovena Rosa/Agência Brasil

São Paulo - Comércio de rua reaberto após início da fase de transição do Plano São Paulo para combate à covid-19, no centro da capital.

Os índices de confiança do comércio e do setor de serviços cresceram, pela terceira vez consecutiva, na passagem de maio para junho. Segundo da Fundação Getulio Vargas (FGV), o Índice de Confiança de Serviços subiu 5,7 pontos em junho e chegou a 93,8 pontos, o maior valor desde fevereiro de 2020 (94,4 pontos), período pré-pandemia de covid-19.

O Índice da Situação Atual, que mede a percepção dos empresários de serviços sobre o presente, teve alta de 4,7 pontos e atingiu 88,7 pontos. O Índice de Expectativas, que mede a confiança no futuro, cresceu 6,7 pontos e alcançou para 99,1 pontos.

Comércio

O Índice de Confiança do Comércio subiu 2 pontos e chegou a 95,9 pontos, patamar mais alto desde setembro de 2020 (99,6 pontos). A confiança do empresariado do comércio cresceu em quatro dos seis setores pesquisados pela FGV.

A alta do setor foi puxada pelo Índice de Situação Atual, que avançou 9,3 pontos e chegou a 104,2 pontos. O Índice de Expectativas por outro lado, recuou 5,9 pontos e atingiu 87,6 pontos.

picture: image, name: title, description: desc }; function callback(response) {} FB.ui(obj, callback); } function ShareModal(url, pageName) { var width = 575, height = 400, left = ($(window).width() - width) / 2, top = ($(window).height() - height) / 2, opts = 'status=1' + ',width=' + width + ',height=' + height + ',top=' + top + ',left=' + left; window.open(url, pageName, opts); return false; } function getImgAttributes(currentSlide) { var imageTitle = $('#bau-photos-list li:eq(' + currentSlide + ') img').attr('data-title'); var imageSource = $('#bau-photos-list li:eq(' + currentSlide + ') img').attr('src'); var imageDescription = $('#bau-photos-list li:eq(' + currentSlide + ') img').attr('data-desc'); return { imageTitle, imageSource, imageDescription }; }; function setFacebookShareAttributes(slider) { var image = getImgAttributes(slider.getCurrentSlide()); $('#bt-fb-bau').attr({ 'data-title': image.imageTitle, 'data-image': image.imageSource, 'data-desc': image.imageDescription }); }; function setTwitterShareAttributes(slider) { var image = getImgAttributes(slider.getCurrentSlide()); var url = window.location.href; $('#bt-tw-bau').attr('href', 'https://twitter.com/intent/tweet?text=' + image.imageTitle + '&url=' + url); }; function hideAllElements(element) { element.each(function(index, el) { $(el).removeClass('animate'); }); } $(document).ready(function() { // $('html, body').on('click', function(e) { // e.stopPropagation(); // if (!$(e.toElement).is('[data-action]')) { // hideAllElements($('.share-buttons-animate')); // } // }); $('[data-action="toggle-share-options"]').on('click', function() { $(this).prev('.share-buttons-animate').toggleClass('animate'); }); $('.share-bt-twitter').on('click', function(event) { event.preventDefault(); var url = this.href; ShareModal(url, 'twitter'); }); $('.share-bt-gplus').on('click', function(event) { event.preventDefault(); var url = this.href; ShareModal(url, 'Google+'); }); $('.share-bt-face').on('click', function(e) { event.preventDefault(); var title = $(this).attr('data-title'), desc = $(this).attr('data-desc'), url = $(this).attr('href'), image = $(this).attr('data-image'); postToFeed(title, desc, url, image); return false; }); }); Índices de confiança do comércio e serviços sobem em junho, diz FGV
Últimas Notícias
Economia
Índices de confiança do comércio e serviços sobem em junho, diz FGV

Por Agência Brasil

São Paulo - Comércio de rua reaberto após início da fase de transição do Plano São Paulo para combate à covid-19, no centro da capital.

Crédito: Rovena Rosa/Agência Brasil

São Paulo - Comércio de rua reaberto após início da fase de transição do Plano São Paulo para combate à covid-19, no centro da capital.

Os índices de confiança do comércio e do setor de serviços cresceram, pela terceira vez consecutiva, na passagem de maio para junho. Segundo da Fundação Getulio Vargas (FGV), o Índice de Confiança de Serviços subiu 5,7 pontos em junho e chegou a 93,8 pontos, o maior valor desde fevereiro de 2020 (94,4 pontos), período pré-pandemia de covid-19.

O Índice da Situação Atual, que mede a percepção dos empresários de serviços sobre o presente, teve alta de 4,7 pontos e atingiu 88,7 pontos. O Índice de Expectativas, que mede a confiança no futuro, cresceu 6,7 pontos e alcançou para 99,1 pontos.

Comércio

O Índice de Confiança do Comércio subiu 2 pontos e chegou a 95,9 pontos, patamar mais alto desde setembro de 2020 (99,6 pontos). A confiança do empresariado do comércio cresceu em quatro dos seis setores pesquisados pela FGV.

A alta do setor foi puxada pelo Índice de Situação Atual, que avançou 9,3 pontos e chegou a 104,2 pontos. O Índice de Expectativas por outro lado, recuou 5,9 pontos e atingiu 87,6 pontos.