Últimas Notícias
Saúde
Lactantes com comorbidades poderão tomar vacina em São Paulo

Por Agência Brasil

Profissionais de saúde orientam sobre amamentação na Semana Mundial de Aleitamento Materno, no Palácio do Catete.

Crédito: Fernando Frazão/Agência Brasil

Profissionais de saúde orientam sobre amamentação na Semana Mundial de Aleitamento Materno, no Palácio do Catete.

A capital paulista  antecipou para a próxima segunda-feira (7) a vacinação contra a covid-19 das lactantes com comorbidades e que estejam amamentando bebês de até 1 ano. A estimativa é vacinar 28 mil pessoas. 

O secretário municipal da Saúde, Edson Aparecido, disse que, para esse público, além do comprovante da comorbidade e de residência no município de São Paulo, será necessária a apresentação da certidão de nascimento do bebê, até 12 meses de idade. 

Assim como os demais grupos contemplados na imunização, as lactantes poderão receber o imunizante nas 468 unidades básicas de Saúde (UBS), AMA/UBS Integradas e nos dez mega postos implantados na cidade. Quem precisar tomar a segunda dose deve procurar uma das UBSs da capital. Para a primeira dose serão utilizados os imunizantes da Pfizer e da Oxford/AstraZeneca. 

“Não há restrição de vacinas a serem administradas nas lactantes, diferentemente das grávidas e puérperas”, ressaltou o secretário. 

A Secretaria Municipal da Saúde recomenda que a ida aos locais de vacinação aconteça de maneira gradual, evitando aglomerações nos postos, e com o pré-cadastro no site Vacina Já preenchido, para agilizar o tempo de atendimento. Basta inserir dados como nome completo, CPF, endereço completo, telefone e data de nascimento para concluir o cadastro.