Últimas Notícias
Nova estação
O verão vem aí!
A estação mais quente do ano chega hoje e se estenderá até 20 de março de 2022

Por Da redação

Chegada às 12h59 O verão é a estação de menor duração e tem como principal caracteristicas a temperatura elevada

Crédito: Mateus Medeiros

Chegada às 12h59 O verão é a estação de menor duração e tem como principal caracteristicas a temperatura elevada

O verão começa oficialmente às 12h59, horas de Brasília, que vale para grande parte do território brasileiro, obedecendo o fuso horário de três horas para o Tempo Universal. No hemisfério sul, a estação de maior duração é o inverno e de menor duração é o verão.

De acordo com o atrônomoédo Museu Aberto de Astronomia de Campinas e membro titular da Sociedade Astronômica da França, Nelson Travnik, isso acontece porque as estações do ano não apresentam a mesma duração devido ao movimento elíptico da Terra ao redor do Sol que apresenta valores diferentes em decorrência da Lei das áreas de Johannes Kepler.

“É pois o fato da Terra estar inclinada 66° 33’ em relação ao plano de sua órbita que faz com que a luz solar incida diferentemente nos dois hemisférios. Se não fosse essa inclinação, não haveriam estações do ano. Percorrendo caminhos diferentes no céu durante o ano, já notou que o Sol ilumina sua casa de modo diferente ?”, diz.

Curiosidades

Nesta terça-feira, irá será o dia mais longo do ano, 13h35 e, consequentemente, a noite mais curta com 10h25. Notícia não tão boa para aqueles que curtem as madrugadas.

Segundo Travnik, por volta das 13h04, o Sol estará praticamente “a pino” na cidade e os objetos não projetarão sombra e tampouco para você. Isso acontece porque a luz solar estará incidindo sobre o Trópico de Capricórnio de 23°44 , próximo a latitude de Piracicaba que é de -22° 42’.

O fenômeno La Niña, explica ele, está de volta e só vai perder força na primavera de 2022. “No Amazonas chuvas mais abundantes, maior precipitação no Nordeste, no sul temperaturas sobem e há maior ocorrência de secas. Já no Sudeste e Centro Oeste os efeitos são imprevisíveis.

Projeta-se dos raios solares

O calor no verão se caracteriza pela interação da umidade continental equatorial com a umidade oceânica trazida pelo forte aquecimento diurno o que resulta em pancadas de chuva, eventualmente granizo, trovoadas, ventos fortes e relâmpagos.

“Nesse caso, estando ao ar livre, procure um abrigo. Dentro de casa, evite tomar banho, usar chuveiro, torneira elétrica, usar telefone e ligar motores elétricos. Fora de casa afaste-se de cercas de arame, linhas telefônicas, campos abertos, árvores muito altas, piscina, lagos, praias, postes e lugares altos. Nos últimos anos tem aumentado a incidência de raios e com isso o número de mortes”, observa.

Dicas para respeitar o Sol

Beber muita água ajuda a manter o equilíbrio do organismo; achar que o mormaço queima mais que o Sol sem prejudicar a pele é mito. Sol em excesso provoca câncer de pele; bronzeador solar não deve ser usado em hipótese alguma; protetor solar não protege totalmente a pele; não existe creme hidratante. É um erro supor que a epiderme pode ser recuperada após ter sido exposta ao Sol; antes de se expor ao Sol procure um dermatologista para ter um receituário correto para a sua pele ;evite o Sol nos períodos indicados pois, do contrário, poderá ser tarde demais.