Últimas Notícias
Resgate
Ilhado no rio Piracicaba
Bombeiros resgataram homem utilizando um método de rapel

Por Ana Cristina Andrade

Ele disse que entrou para pescar, a água subiu e ele não pôde sair

Crédito: Mateus Medeiros

Ele disse que entrou para pescar, a água subiu e ele não pôde sair

O Corpo de Bombeiros de Piracicaba resgatou ontem à tarde, de uma ilha distante aproximadamente oito metros da beira do rio Piracicaba, perto do elevador panorâmico, um homem que ficou ilhado quando estava pescando.

Segundo contou a vítima ao sargento Vendimiatti, comandante de prontidão, no local a equipe deparou com a vítima com o estado emocional abalado.

O homem contou que foi ali para pescar mesmo, mas, por ter se visto sozinho, e ao perceber que a vazão do rio havia aumentado em decorrência da forte chuva, começou a ficar depressivo e pensou em pular na água para sair dali.

“Com a elevação do rio ele não conseguiu sair do local. Primeiro fizemos acesso ao lugar onde ele estava, depois começamos a falar com ele e fizemos a retirada. Graças a Deus tiramos ele com segurança”, declarou o sargento.

Os bombeiros utilizaram o método rapel e em menos de 15 minutos já tinham concluído o resgate. Segundo os bombeiros, devido ser um local de bastante risco, não é recomendado entrar ali para pescar ou nadar naquelas ilhas (entre o Museu da Água e a Ponte do Mirante).

Segunda vez em dez anos

Em 2011, outra pessoa ficou ilhada no mesmo lugar quando entrou para brincar. O rio, na ocasião, estava muito cheio e foi necessária a atuação do helicóptero Águia para retirar a vítima, de 28 anos, num cesto de salvamento.

Foi o primeiro salvamento feito pela equipe aérea na cidade, nos cinco primeiros meses de instalação da Base da aeronave.

Em caso de emergência, a população deverá telefonar para o número 193. Se ver alguém se afogando, a orientação é para que não tente puxar a vítima, pois, no desespero, ela pode se agarrar em quem está socorrendo e esta pessoa morrer afogada também.