Últimas Notícias
IHGP
Conservação do acervo
Instituto estipulou regras que devem ser seguidas por todos interessados em manusear os itens do acervo

Por Larissa Souza

Além dos cuidados ao manusear os jornais antigos, pesquisador deve usar luvas e máscara

Crédito: Mateus Medeiros

Além dos cuidados ao manusear os jornais antigos, pesquisador deve usar luvas e máscara

Os pesquisadores que quiserem ter acesso ao acervo do IHGP (Instituto Histórico e Geográfico de Piracicaba) terão que seguir normas de preservação. O instituto conta com 2.000 volumes de jornais, datado desde 1882 até 2013. Há exemplares da antiga Gazeta de Piracicaba, do Jornal de Piracicaba, Diário de Piracicaba, Tribuna Piracicabana, Folha Piracicabana, Semana da Vila Rezende, entre outros.

Para preservar esse material, o instituto estipulou regras que devem ser seguidas por todos interessados em manusear os itens do acervo. As visitas devem ser agendadas e serão supervisionadas pelo diretor do

acervo, será obrigatório o uso de luvas e máscaras e a reprodução só ocorrerá mediante autorização e sob a condição de colocar o IHGP como fonte. Se houver dano ao acervo, a pessoa que o provocou será

responsabilizada.

O diretor do IHGP, Pedro Maurano, explica que os procedimentos são importantes para evitar o estrago dos jornais, que são sensíveis, e têm um enorme valor histórico. A própria sala do acervo, localizada no fundo da sede do Instituto, possui paredes de drywall, piso frio, além de o forro ser de PVC e as prateleiras do acervo de aço, como forma de evitar o aparecimento de cupim.

Outro trabalho que está em desenvolvimento pelo instituto e que ajudará na preservação dos materiais é a digitalização. Todas essas medidas visam prolongar a vida útil desses arquivos históricos e também fomentar o acesso de população a eles, visto que há pessoas que não conhecem o trabalho realizado pelo IHGP.

Maurano destaca que todas medidas implantadas para a conservação e valorização do acervo só foram possíveis graças à colaboração de toda equipe. “Isso não é trabalho de uma pessoa, é de uma equipe. Sem eles nós não estaríamos aqui”, comenta.