Últimas Notícias
Polícia
10º Baep apreende 80 quilos de drogas
Pai e filho estavam com 138 tijolos inteiros de maconha e nove fracionados; ação aconteceu no Cecap

Por Ana Cristina Andrade

Um tijolo estava no carro e os outros na residência do denunciado

Crédito: Divulgação/10 Baep

Um tijolo estava no carro e os outros na residência do denunciado

Pai e filho, com 55 e 39 anos, respectivamente, foram presos ontem de manhã após abordagem policial feita por uma equipe do 10 Baep (Batalhão de Ações Especiais de Polícia) com 80 Kg de maconha, distribuídos em 138 tijolos inteiros e nove fracionados.

O flagrante começou na via pública e terminou na residência. O detalhe é que o imóvel fica bem próximo do Batalhão - no loteamento São Francisco - região do Cecap. Porém, os policiais já sabiam sobre o tráfico e aguardavam o momento certo para a abordagem.

E foi ontem, às 11h, que uma equipe, comandada pelo sargento Alves, foi informada que chegaria drogas no imóvel, à rua Uchoa, e que o entorpecente estava sendo transportado em um Fiat Argo branco.

O carro foi interceptado na rua acima, tendo a bordo o filho, que recebeu ordem para descer. Em seguida, o cão policial "Pandora" foi solto para farejar. No porta-malas, o cão não parava de apontar que havia algo ilícito embaixo do revestimento que cobre o estepe.

Ao que os policiais ergueram a estrutura, foi localizado um tijolo de maconha. Anunciada a prisão ele ameaçou fugir, mas já estava cercado. Em conversa com a equipe, o homem confessou que havia mais em sua casa.

Lá, com autorização do pai, que disse desconhecer o ilícito, os policiais fizeram buscas e localizaram o restante da droga. O filho declarou que essa maconha vinha do Estado do Paraná e que recebia R$ 100,00 por cada tijolo vendido.

Os dois presos

Na Unidade de Polícia Judiciária Agrupada (UPJA), o delegado Daniel Pinho Da Torre autuou pai e filho por Tráfico e Associação ao Tráfico deixando-os à disposição da Justiça. A droga foi levada para o Instituto de Criminalística.

Denúncias

O 10 Baep disponibiliza o WhatsApp (19) 99707-5351, para denúncias.