Últimas Notícias
Economia
Restaurantes voltam a contratar em Piracicaba
Estimativa é que mais 20% sejam recrutados para atender a demanda deste final de ano

Por José Ricardo Ferreira

Cerca de 400 novos funcionários estarão apostos para servir a clientela

Crédito: Christiano Diehl Neto

Cerca de 400 novos funcionários estarão apostos para servir a clientela

O setor de restaurantes começa a temporada de contratações de funcionários temporários e em Piracicaba a estimativa é que mais 20% sejam recrutados para atender a demanda deste final de ano, segundo informou a Associação Piracicabana da Alimentação fora do Lar (Apaflar).

Isso significa que cerca de 400 novos funcionários estarão apostos para servir a clientela. A associação reúne atualmente 250 restaurantes vinculados e que contam com cerca de 2.000 funcionários. Com os extras, esse número saltará para 2.400.

O Centro Gastronômico da Rua do Porto e o Engenho Central são os mais visitados na cidade pelos turistas, segundo a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Turismo de Piracicaba (Semdettur).

Em termos de lucratividade ante o mesmo período do ano passado a conta não é a ideal a se fazer, segundo o presidente da associação, Miltinho Martins. É que em 2020 o setor ficou praticamente fechado por causa das restrições impostas pela pandemia do novo coronavírus. "Nossa projeção de crescimento é de 10% em relação ao período de Natal de 2019", disse ele.

O presidente da Apaflar contou ainda que os restaurantes associados começam a instalar em breve as decorações natalinas e vão intensificar as músicas ao vivo. "Após tanto tempo de restrições o cliente quer mesmo ter momentos de alegria", afirmou.

Miltinho frisou, porém, que os protocolos sanitários, como uso de máscara e álcool em gel, continuam valendo, já que a pandemia ainda não está debelada. Inclusive cuidados para evitar aglomerações, conforme determinação da Vigilância Sanitária.

Aumento dos preços

Outro assunto que não dá para fugir é o constante aumento dos preços dos produtos e insumos usados nos restaurantes.

Pratos com carne vermelha, por exemplo, podem ficar "indigestos" devido aos reajustes. É a chamada inflação da alimentação do setor de "food service", que já chegou aos dois dígitos (13%) em 12 meses considerados até setembro último, segundo cálculos da Associação Nacional de Restaurantes (ANR).

O esforço, diz Miltinho, é segurar os repasses. "Procuramos reduzir os lucros e com isso não repassar tudo para o cliente. A carne até que teve um recuo de preços na origem, mas ainda não chegou na ponta (consumidor e varejo)", disse ele.

Novidades

Miltinho informou ainda que está prevista para o mês de abril de 2022 uma feira de tecnologia gastronômica. As conversas estão adiantadas com a Semdettur no sentido de obter apoios e parcerias para o evento.

De acordo com Miltinho, a feira será uma grande oportunidade para os empresários conhecerem as inovações do setor gastronômico e como adquiri-las. "A gente sabe que existe, por exemplo, uma máquina que gela copos. Ela é muito interessante para as choperias", disse ele. O local da feira ainda está indefinido.

Melhorias para os visitantes

A Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Turismo de Piracicaba (Semdettur) vai investir na decoração de espaços turísticos para incrementar e atrair mais visitantes para as festas de fim de ano. “Há licitação em andamento, com valor previsto de R$ 230 mil para esse investimento. No ano passado, devido à pandemia da Covid-19, não ocorreu nenhum gasto em eventos”, disse Rose Massarutto, diretora de Turismo.

A Semdettur espera grande fluxo de turistas na cidade neste final de ano devido à retomada dos eventos públicos. “Estamos organizando a retomada do evento de Natal Luz e Arte como proposta de investimento no setor, movimentando o comércio local, o setor de alimentação e a visitação à cidade”, informou a diretora.

Ela contou que no decorrer do ano estão ocorrendo várias intervenções de manutenção dos pontos turísticos. Limpezas, iluminação, corte de grama, podas de árvores e coleta de lixo são manutenções que se intensificaram em pontos turísticos estratégicos como Rua do Porto, Engenho Central e Parque do Mirante.

Também ocorreu a manutenção das placas de sinalização turística, além da reabertura do posto de informações turísticas, o Casarão do Turismo. “Trazendo parceria com um ícone do turismo, uma loja do XV de Novembro de Piracicaba”, salientou a diretora.

Destruído por um incêndio em julho deste ano, o píer usado para barcos de turismo na Rua do Porto ainda não foi reativado. Segundo Rose Massarutto, o processo de compra e execução está em tramitação na Secretaria de Obras para providências conforme a legislação pública permite.

Em relação aos restaurantes, ela disse que vários programas foram e serão disponibilizados no Departamento de Trabalho da Semdettur: investimentos por meio de linhas de créditos.