Últimas Notícias
Polícia
Homem ateia fogo perto de Área de Proteção Ambiental e é detido
Incêndio destruiu cerca de 50 hectares de mata em área próxima à SP-147

Por Ana Cristina Andrade

Até as 17h30 de ontem, havia caminhões pipas no combate

Crédito: Divulgação/Guarda Civil

Até as 17h30 de ontem, havia caminhões pipas no combate

Uma área de cerca de 50 hectares da SP-147, rodovia Samuel de Castro Neves, na área do Barreiro Rico, foi destruída ontem depois que um homem de 34 anos, morador de São Paulo, Capital, ateou fogo no mato. Ele nega, mas tem testemunha e foi apreendido um isqueiro no carro dele.

Até as 17h30 de ontem, havia caminhões pipas no combate, porém o fogo se alastrava nas áreas de difícil acesso de quatro fazendas.

Ali, segundo o guarda-civil Bertin, da Patrulha Rural, é APA (Área de Proteção Ambiental). Por isso, um ofício será encaminhado para a Polícia Militar Ambiental de Botucatu (SP), para elaboração da multa.

Bertin, que estava na viatura com o guarda Jeferson, disse às 15h recebeu mensagem num grupo de WhatsApp, formado por policiais, que o motorista de um GM Celta preto estava pondo fogo no mato à beira da rodovia.

Cinco minutos depois ele chegou ao local e deteve o acusado. “Ele falou que parou na rodovia porque o carro estava ruim, depois disse que ia urinar, aí mudou a versão falando que parou para tomar um suco, mas ele parou em vários pontos e ateou fogo.

O homem, que voltava de Botucatu, onde realizou trabalho como pedreiro, foi apresentado na Unidade de Polícia Judiciária de Piracicaba.

Usuários da rodovia fotografaram e filmaram a ação deles, sendo que as imagens chegaram nas mãos da polícia.

Além do ofício que será enviado para a PM Ambiental de Botucatu, pelo fato da área afetada estar na circunscrição da Polícia Civil desta cidade, a perícia virá de Sorocaba (SP).