Últimas Notícias
Recursos e burocracia
Ilumina aguarda liberação de R$ 2 mi em emenda parlamentar
Montante já chegou nos cofres do município e agora está na segunda fase, esperando direcionamento

Por Romualdo Cruz Filho

Recursos de emendas direcionadas ao custeio do hospital

Crédito: Mateus Medeiros

Recursos de emendas direcionadas ao custeio do hospital

Ao mesmo tempo em que a Fundação Ilumina se vê sem recursos financeiros e é obrigada a paralisar integralmente as atividades do Hospital Ilumina por uma semana, por não conseguir manter em dia a folha de pagamento dos seus 101 colaboradores, cerca de R$ 2 milhões em emendas parlamentares destinados à unidade estão presos na burocracia federal, estadual e municipal.

No momento, a instituição aguarda o repasse de emendas de custeio, do Fundo Nacional de Saúde para o Fundo Municipal de Saúde, dos deputados federais Kim Kataguiri (R$ 244 mil), General Peternelli (R$ 100 mil) e Carla Zambelli (R$ 250 mil), totalizando R$ 594 mil. Esse montante já chegou nos cofres do município e agora entra-se em uma segunda fase, até que seja direcionado ao hospital. Há também a emenda de investimento do Deputado Federal Guiga Peixoto, de R$ 250 mil, cujo repasse será direto na conta da Instituição.

A Fundação aguarda ainda os seguintes repasses referentes a emendas estaduais: R$ 650 mil (Roberto Moraes), R$ 350 mil (Leci Brandão), R$ 100 mil (Professora Bebel) e R$ 200 mil do deputado estadual Alex de Madureira, totalizando mais R$ 1,3 milhão. Estes recursos, segundo a Fundação Ilumina, estão em processamento no Governo do Estado desde março.

No entanto, recursos de emendas direcionadas ao custeio do hospital – que significa compra de equipamentos, manutenção da unidade e da carreta, compra de insumos e investimentos no setor educacional – não podem, por lei, ser usadas para pagamento de folha salarial. Por isso a fundadora e presidente do Conselho de Administração da Fundação Ilumina, a médica de cabeça e pescoço Adriana Brasil se viu obrigada a fortalecer as campanhas de arrecadação do hospital, em caráter de urgência, para não prorrogar o drama, uma vez que há dois meses os salários estão atrasados.

Com esta nova campanha, “Eu quero ter um milhão de amigos”, iniciada há pouco mais de uma semana, a unidade conseguiu reabrir suas portas a partir desta segunda-feira (18) e retomar gradativamente as atividades, com atendimento de 50% da sua capacidade, ou seja, das 100 mamografias feitas em média, por dia, estão sendo realizadas 50.

“À medida que a campanha arrecada recursos, os funcionários com salários atrasados vão sendo chamados para a regularização dos pagamentos e o retornar ao trabalho”, informou a assessoria da Fundação.

Resultado da campanha

A campanha “Eu quero ter um milhão de amigos”, da Fundação Ilumina, arrecadou até ontem, às 15h, R$ 93 mil, com a contribuição espontânea de 2.351 doadores, uma média de R$ 40 por pessoa. A intenção é estimular as pessoas para que continuem doando mensalmente. Um dos nossos lemas da campanha é “ajude o Ilumina a ajudar você”, observa Adriana Brasil.

Além dos R$ 270 mil com salários e pagamentos à terceiros, a Fundação Ilumina tem um custo de R$ 230 mil mensais para manter em operação o hospital, a carreta e o departamento de educação, o que totaliza R$ 500 mil por mês. “O foco da Associação é a prevenção e o diagnóstico precoce do câncer dentro do Programa de Rastreamento Ativo Organizado, inédito no Brasil e que já salvou a vida de 600 pessoas que tiveram o diagnóstico precoce do câncer a tempo de impedir a evolução natural da doença”, explica Adriana Brasil.

Para doar

Caixa Econômica Federal Agência 3428 conta corrente 134-1 Operação 003 ou via PIX 10281182000170.