Últimas Notícias
Bem estar animal
Impacto Covid-19
Volume de castrações entre cães e gatos é 27,6% inferior em 2021 ante os mesmos oito meses de 2020

Por Romualdo Cruz Filho

No ano passado foram realizadas 2.903 cirurgias e, neste ano, 2.102

Crédito: Divulgação

No ano passado foram realizadas 2.903 cirurgias e, neste ano, 2.102

O Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), da Prefeitura de Piracicaba, registrou até agosto deste ano um volume de castrações, entre cães e gatos, 27,6% inferior ao mesmo período de 2020. No ano passado foram realizadas 2.903 cirurgias e, neste ano, 2.102. O desempenho da unidade relativo ao segundo quadriênio (de janeiro a agosto) recebeu a aprovação do Conselho Municipal de Saúde (CMS) em audiência pública ocorrida no dia 25 de setembro.

De acordo com a planilha oficial da Secretaria de Saúde, houve queda de 26% no desempenho geral do CCZ em relação ao ano anterior durante os oito meses analisados, o que envolve todos os serviços que ele realiza, como vacinação, doação, atendimento a reclamações sobre animais peçonhentos, castração etc. Em 2020 foram cerca de 8.898 atendimentos e neste ano, 6.581.

De acordo com a Prefeitura, a queda no desempenho está diretamente ligada ao impacto causado pela pandemia, principalmente nesse ano de 2021, sendo o serviço de castração o mais prejudicado.

"Isso ocorreu devido à dificuldade para reposição de medicamentos e insumos necessários para realização das cirurgias de castração na fase mais crítica da pandemia, uma vez que um dos principais medicamentos de nosso protocolo (o anestésico) também era utilizado para o protocolo de entubação de pacientes com a Covid-19. Dessa forma, a maior parte do estoque desse produto disponível no almoxarifado acabou sendo mobilizada para outras unidades de saúde, causando escassez e paralisação desse serviço", explicou a assessoria de imprensa.

Sendo assim, observa a nota, no período mais crítico da pandemia, de abril até julho deste ano, o Canil realizou apenas castrações emergenciais. Os demais atendimentos estavam normalizados e não sofreram alterações consideráveis. Inclusive, a doação de animais teve leve aumento, garante a nota.

A expectativa da pasta é que, com a melhoria na divulgação e exposição do Canil, com o trabalho realizado junto aos animais internos, como o adestramento, e a maior aproximação da sociedade, haja uma maior facilidade para doá-los, o que melhorará bastante o desempenho do Canil.

Em termos comparativos, 2019 foi o ano com maior produtividade em relação aos últimos cinco anos, com a realização de 52.179 atendimentos, enquanto em 2017 foram 43.414, em 2018, 45.990, em 2020, 13.347, e em 2021, 6.581, o que projeta um desempenho anual na casa dos 9.870 atendimentos.

Bem-Estar animal

A Secretaria Municipal de Defesa do Meio Ambiente (Sedema), em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde (SMS), vai criar o Núcleo de Bem Estar Animal, que será constituído de ações conjuntas do Programa Disk Animais, da Sedema, e do CCZ.

O objetivo é intensificar as ações voltadas aos animais no município, assegurando a defesa e a proteção deles, bem como o atendimento às necessidades essenciais básicas e às medidas de saúde e bem-estar animal.

O CCZ será a sede do Núcleo de Bem-estar Animal, que receberá melhorias em sua estrutura, como ampliação do estacionamento e do centro cirúrgico, visando que o local fique mais acolhedor também para os servidores e para a população visitar, com objetivo de intensificar as adoções.