Últimas Notícias
Vila Fátima
Jovem é presa por extorquir R$ 30 mil de ex-namorado
Jovem recebeu cerca de R$ 30 mil em ao menos três anos

Por Ana Cristina Andrade

Mulher é detida com duas porções de maconha para uso próprio

Crédito: Divulgação

Mulher é detida com duas porções de maconha para uso próprio

Uma jovem de 24 anos, que extorquia o ex-namorado em troca de não divulgar fotos e vídeos íntimos deles na internet, foi presa na tarde de anteontem na avenida Marechal Castelo Branco, no bairro Vila Fátima, quando chegava para receber mais dinheiro dele.

Em três anos, mais ou menos, ela recebeu do homem cerca de R$ 30 mil - sempre ameaçando de expor as imagens caso ele não lhe desse dinheiro.

A promessa que ela fazia toda vez que exigia dinheiro, segundo a vítima, era que quando recebesse ela lhe entregaria um pen drive com as imagens - o que nunca ocorreu.

A última exigência dela foi feita na terça-feira (12), ocasião em que ela alegava que ele deveria lhe dar R$ 2.500,00 e que o encontro seria naquela avenida, às 14h de quarta-feira (13).

O homem foi ao local, mas, a distância, registrando tudo pelo celular, estavam os policiais civis da unidade especializada, que foram para lá com viaturas descaracterizadas (veículos comuns e sem a logomarca da Polícia Civil).

Assim que o rapaz entregou o dinheiro, a mulher passou a contar as cédulas ali mesmo, na avenida. Antes que ela guardasse o montante, os policiais se aproximaram dando voz de prisão.

Ela até jogou o dinheiro no chão, mas já haviam visto que ela havia extorquido o ex-namorado. A vítima contou que namorou a mulher, mas que teve relação sexual com ela uma única vez.

Foi o suficiente para que ela pudesse usar como ameaça de expor imagens sexuais na rede social. O homem mostrou aos policiais as mensagens que vinha recebendo dela, até mesmo a que foi enviada no dia 12 exigindo os R$ 2.500,00.

Com a mulher detida, e realizando busca na bolsa dela, os investigadores localizaram duas porções de maconha para uso próprio. Sobre as imagens, ela confirmou ter registrado fotos e vídeos, porém alegou ter jogado o pen drive no rio há cerca de três dias. O celular dela foi apreendido e tão logo haja ordem judicial será feita uma busca completa, mesmo no armazenamento interno, para ver se as imagens são localizadas. Ela ficou à disposição da Justiça.