Últimas Notícias
Esalq 120 anos
Duplo diploma
Programas internacionais completam 10 e 15 anos

Por Da redação

Mateus Silva Salomão, da Esalq, cursou o duplo diploma na França

Crédito: Divulgação

Mateus Silva Salomão, da Esalq, cursou o duplo diploma na França

Em 2008, Rodrigo Mendes Guizoni foi o primeiro brasileiro a obter a dupla diplomação em Engenharia Agronômica pela Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq/USP) e pelo e pelo Institut Polytechnique LaSalle Beauvais, da França. Desde então, mais de 100 estudantes, entre brasileiros e franceses, fizeram essa mesma jornada e validaram a sua formação no Brasil e no país europeu.

Em 2021, a Esalq celebra os 15 anos dessa iniciativa e também comemora os 10 anos do programa de dupla diplomação que contempla o curso de Ciências dos Alimentos, ação realizada em parceria com a Ecole Nationale Vétérinaire, Agroalimentaire et de L’Alimentation Nantes-Atlantique, denominada Oniris.

As efemérides serão reverenciadas em dois episódios especiais do podcast Estação Esalq, a serem publicados às 14h no próximo dia 6 de outubro. Essa celebração integra a programação da 64ª Semana Luiz de Queiroz e poderá ser conferida nas principais plataformas de áudio (Spotify, Apple podcasts e Google podcasts) e também em vídeo no perfil esalqmidias no YouTube.

15 anos

Os primeiros acordos bilaterais de dupla-diplomação em Engenharia Agronômica do País datam de 2005, quando a diretoria da Esalq assinou convênios de mobilidade de graduandos com o Institut National Agronomique Paris-Grignon (que hoje faz parte do grupo AgroParisTech) e com o consórcio Fésia, à época formado por cinco escolas francesas situadas em Lyon, Lille, Toulouse, Angers e Beauvais, todos coordenados, do lado brasileiro, pela professora Maria Lucia Carneiro Vieira, do Departamento de Genética da Esalq.

A professora Maria Lucia é uma das entrevistadas do podcast comemorativo e fala dessa iniciativa ao lado de Tiago Teixeira da Silva Siqueira, egresso da Esalq que atua como pesquisador no INRAE - l'Institut national de recherche pour l’agriculture, l’alimentation et l’environnement e da professora Marie Lummerzheim, diretora na UniLaSalle.

10 anos

Aprovado em 2011, o programa que contempla o curso de Ciências dos Alimentos, envolve a Esalq e a Escola Nacional de Veterinária, Alimentação e Agricultura Nantes-Atlantique, da França. Mateus Quelhas dos Santos Martins foi o primeiro esalqueano a completar a formação inserido no programa. Classificado como bolsista no processo seletivo CAPES/BRAFAGRI 2011, o estudante seguiu para a França em janeiro de 2012 e, por dois anos e oito meses, cursou disciplinas e fez estágios naquele país até cumprir os créditos necessários.

Para contar um pouco dessa história, o podcast Estação Esalq conversou com a professora Thais Vieira, do departamento de Agroindústria, Alimentos e Nutrição, que esteve à frente desse acordo na época da sua criação. Ao lado da professora Thais, participam do podcast o francês, engenheiro de alimentos, Jonathan Motillon e os brasileiros Mateus Quelhas dos Santos Martins e Gabriel Bragaia, que seguiu para a França agora no segundo semestre de 2021.

Na Esalq, os programas de dupla diplomação, bem como todos os convênios de intercâmbio, são gerenciados pela Comissão e pelo Serviço de Atividades Internacionais. (Romualdo Cruz Filho, com Caio Albuquerque/Esalq)