Últimas Notícias
Aviso de greve
Merendeiras podem parar
Até o momento, 95 funcionárias já aderiram ao grupo que pretende entrar em greve

Por Larissa Souza

Merendeiras aguardam salários pendentes até hoje e podem parar

Crédito: Arquivo/Gazeta de Piracicaba

Merendeiras aguardam salários pendentes até hoje e podem parar

A nova equipe da Nutriplus, admitida por meio de contrato intermitente, pode entrar em greve caso a empresa não pague os dias trabalhados até hoje (17). A Sintercamp (Sindicato dos Trabalhadores em Refeições de Campinas e Região) já encaminhou “aviso de greve” para a Nutriplus e a Prefeitura de Piracicaba informando a possibilidade de paralisação da categoria. “Caso não aconteça o pagamento até sexta, a greve será instaurada a partir das 00:00 horas do dia 20”, informou o departamento jurídico do Sintercamp.

De acordo com uma merendeira, que não quis se identificar, a empresa se comprometeu a realizar o primeiro pagamento do grupo, de aproximadamente 172 merendeiras, no último dia 30, para finalizar a folha de agosto e iniciar a de setembro. No entanto, além de não cumprir, a empresa também está devendo a cesta básica deste mês. Segundo ela, algumas trabalhadoras não receberam nem o vale-transporte. “Eles falaram para a gente que iriam pagar no quinto dia útil, depois na quinta, e a gente já sabe do histórico deles”, comentou.

Até o momento, 95 funcionárias já aderiram ao grupo que pretende entrar em greve e, de acordo com a merendeira, esse número aumenta cada dia mais.

A funcionária intermitente da Nutriplus relatou à Gazeta que os problemas relacionados com a falta de alimento e equipamento de trabalho continuam. “A alimentação dos intolerantes ainda não chegou, tem criança que nem está comendo na escola”, disse.

Ela também contou que a empresa enviou uniformes muito grandes para todas as funcionárias e que os aventais só chegaram na semana passada. “Uma pessoa baixinha não consegue usar, pode até se queimar”, disse.