Últimas Notícias
Polícia
Olimpíada operacional
Base de Aviação de Piracicaba reuniu tripulantes de outras unidades do Estado

Por Ana Cristina Andrade

Objetivo foi fomentar o treinamento e a proficiência dos tripulantes operacionais

Crédito: Mateus Medeiros

Objetivo foi fomentar o treinamento e a proficiência dos tripulantes operacionais

Salvamento de vítimas em áreas de difícil acesso, em alturas, na água, montagem e desmontagem de armamento, e preparação da aeronave para algumas missões. Essas foram algumas das técnicas treinadas ontem por tripulantes dos helicópteros Águia do Estado de São Paulo e que participaram da 3ª Olimpíada Operacional do Comando de Aviação de São Paulo.

O evento ocorreu na Base de Aviação de Piracicaba, durante o dia todo. Enquanto uma equipe ocupava o hangar que abriga a aeronave, outras duas se dividiam entre os treinos de salvamento aquático, no Sesi (Serviço Social da Indústria), em Piracicaba, e num estande de tiro em Saltinho.

De acordo com o comandante da Aviação da Polícia Militar em São Paulo, coronel/PM Paulo Luiz Scachetti, o objetivo foi fomentar o treinamento e a proficiência dos tripulantes operacionais, para execução das missões, incentivando a integração que é um fator fundamental no desenvolvimento delas.

“Temos 10 Bases no Interior e mais uma na Capital. Como não é possível fazer a reunião de todas as Bases num dia só congregamos aqui, em Piracicaba, as Bases de São Paulo, Praia Grande, São José dos Campos, Campinas, a própria Piracicaba e Sorocaba”, declarou.

Cada equípe que treinou ontem, segundo o coronel, apresentou cinco tripulantes para participarem das provas. Até árbitros estiveram no local. “Convocamos alguns veteranos que já têm bastante experiência”, acrescentou o oficial.

Final em dezembro

Piracicaba sediou a primeira fase da olimpíada e, segundo o coronel, na próxima semana haverá a segunda fase em São José do Rio Preto, com outras Bases do Interior.

“As duas primeiras colocadas nas duas fases irão participar da final que será realizada em Piracicaba no final do ano. Aí teremos a distinção das equipes com as medalhas e troféus da 3ª Olimpíada Operacional do Comando de Aviação”.

Prestígio

Para o comandante da Base Piracicaba, capitão/PM Fabrício Rasera, “receber essa etapa demonstra nossa capacidade de integração entre os tripulantes. A nossa estrutura física também atende bem as provas que estão sendo realizadas e a Base acaba sendo prestigiada”, disse.

“Isso fomenta, também, a segurança de voo, a parte prática de treinamento, e enaltece a Base de Aviação de Piracicaba e nos traz muita alegria”, completou.