Últimas Notícias
Resgate
Bombeiros retiraram homem de buraco profundo
Homem só foi descoberto porque, segunda de manhã, um trabalhador da empresa vizinha ouviu o pedido de ajuda

Por Ana Cristina Andrade

Homem resgatado 'nasceu de novo', afirmam bombeiros

Crédito: Mateus Medeiros/Gazeta de Piracicaba

Homem resgatado 'nasceu de novo', afirmam bombeiros

Um homem que estava caído havia dois dias dentro de um buraco com aproximadamente oito metros de profundidade, em Piracicaba, foi resgatado ontem cedo pelo Corpo de Bombeiros e levado para a Santa Casa.

O acidente aconteceu num terreno da SP-127, rodovia Cornélio Pires, onde está sendo construída uma fábrica de telhas metálicas. Porém, segundo o proprietário, Rogério Wilson Torres, a vítima não trabalha na obra.

O homem só foi descoberto ali porque, ontem de manhã, um trabalhador da empresa vizinha ouviu o pedido de ajuda. Ele comunicou os trabalhadores da obra e o socorro foi providenciado.

Torres emprestou uma plataforma elevatória para os bombeiros. A operação, comandada pelo tenente André Risso, durou cerca de duas horas, foi tensa e extremamente arriscada. O buraco era muito estreito e a vítima já estava com quase o corpo todo soterrado - a terra já estava na altura de sua boca. Para se ter ideia da dificuldade que a vítima teve para se movimentar dentro do buraco, a largura é idêntica à da base de um poste da rede de energia elétrica.

Outra forma de resgatá-lo, mas que dificultou, de acordo com o oficial do Corpo de Bombeiros, é que a equipe poderia descer um bombeiro de maneira invertida, ou seja, de ponta cabeça, e este colocaria equipamentos de salvamento na vítima. "Como o bombeiro que ia descer desta forma é robusto, poderia ficar preso ali também. Sem contar que as pedras iam caindo aos poucos e a terra descendo”, declarou.

“Tivemos, então, que fazer uma amarração e a enviamos até o homem. Seguindo nossas orientações, ele a prendeu nos braços e conseguimos puxá-lo devagar", explicou o tenente André.

Para os bombeiros, o homem "nasceu de novo”. “Ele teve muita sorte porque podia ter morrido soterrado”, disse o tenente. O Corpo de Bombeiros atende pelo telefone de emergência 193.