Últimas Notícias
Covid-19
Em novo mutirão, Piracicaba vacina mais 20 pessoas em situação de rua
Grupo é vacinado com a vacina Janssen, de dose única

Por Da redação

Prefeitura já realizou duas destas ações

Crédito: Divulgação

Prefeitura já realizou duas destas ações

Em novo mutirão, a Prefeitura de Piracicaba vacinou contra Covid-19 mais 20 pessoas em situação de rua no Centro POP (Centro Referência Especializado em População em Situação de Rua). A ação, o segundo, aconteceu na quinta-feira (29). O primeiro ocorreu em no dia 8 deste mês e esse público tem sido vacinado com a vacina Janssen, de dose única.

De acordo com a coordenadora do Consultório na Rua, Franciele Maria Aparecida dos Santos, foram vacinadas pessoas com 30 anos ou mais.

Para realizar os mutirões, os equipamentos sociais e de saúde fazem cruzamento de dados das pessoas em situação de rua cadastradas e atendidas pelo Seas (Serviço Especializado em Abordagem Social), Centro POP e Consultório na Rua.

O Seas realiza ainda a busca ativa das pessoas atendidas para que compareçam para tomar a vacina. Na última semana, de 20/07 a 23/07, também ocorreram ações para imunizar as pessoas em situação de rua.

“Desde o início da campanha de vacinação contra Covid-19 não esquecemos das pessoas em situação de rua. Assim que o Consultório na Rua identificava uma pessoa que já fazia parte dos grupos prioritários, buscávamos a vacina na Vigilância Epidemiológica para aplicá-la. Neste mês, com a chegada da vacina Janssen, intensificamos a vacinação deles. Estamos atingindo nosso público-alvo e com boa aceitação”, afirma Franciele.

A titular da Smads, Euclidia Fioravante, lembra ainda que os serviços socioassistenciais voltados para as pessoas em situação de rua no município também têm sido bastante intensificados para atender e acolher essa população, em especial devido ao inverno. “Nossas equipes do Seas e Centro POP estão nas ruas em parceria com o CAPS AD (Centro de Atenção Psicossocial Álcool e Drogas) e Consultório na Rua. Estão atuando em conjunto nas abordagens, visando aproximação, orientações e encaminhamentos para os serviços disponíveis", comenta Euclidia.

Segunda dose

Para aplicação das segundas doses nas pessoas em situação de rua que receberam a 1ª dose das vacinas AstraZeneca/Oxford/Fiocruz ou CoronaVac/Butantan, o Consultório na Rua inicia a busca ativa dessas pessoas com pelo menos uma semana de antecedência do prazo para receber a 2ª dose.

O intervalo para receber a 2ª dose da AstraZeneca/Oxford/Fiocruz é de 12 semanas (3 meses) após a 1ª. Já da CoronaVac/Butantan é de 21 a 28 dias.