Últimas Notícias
Aniversário de 254 anos
Piracicaba ganha releitura orquestrada do hino municipal
Versão da OSP (Orquestra Sinfônica de Piracicaba) será lançada neste sábado (31), às 20h, nas redes sociais

Por Da redação

Música será lançada neste sábado, 31 de julho

Crédito: Guilherme Leite

Música será lançada neste sábado, 31 de julho

Criado na década de 1930, o "Hino de Piracicaba" (cujos versos são conhecidos nacionalmente) ganha neste sábado (31) uma releitura inédita, sob execução da OSP (Orquestra Sinfônica de Piracicaba), na voz da cantora Aninha Barros e regência do maestro Jamil Maluf, diretor artístico e regente titular do conjunto musical.

O lançamento da versão orquestral será às 20h, de forma simultânea, no Facebook, Instagram e YouTube da Orquestra, da cantora Aninha Barros e também da Câmara Municipal de Piracicaba, Prefeitura do Município de Piracicaba e Semac (Secretaria Municipal da Ação Cultural).

A homenagem é da Câmara Municipal de Piracicaba e Prefeitura do Município de Piracicaba pelo aniversário de 254 anos da cidade, celebrado em 1º de agosto.

A produção audiovisual do Departamento de Comunicação Social da Câmara traz oito instrumentistas da OSP tocando o "Hino de Piracicaba" em cartões-postais piracicabanos, como a Esalq/USP (Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz), o Parque da Rua do Porto, a avenida Cruzeiro do Sul, o Largo dos Pescadores e o Memorial Prudente de Moraes, na Câmara Municipal de Piracicaba. Ainda foram incluídas imagens intercaladas e em mosaicos dos 53 músicos do conjunto sinfônico, executando a canção de suas casas.

Segundo o maestro piracicabano Jamil Maluf, o novo arranjo do Hino não esquece a tradicional viola caipira, de forte identidade com a cidade, e inova ao remeter ao samba, estilo pelo qual Aninha Barros também é conhecida. "Queremos envolver e contagiar o público com a nova versão. A proposta é apresentar uma Piracicaba dinâmica, aberta ao progresso e, ao mesmo tempo, dialogar com o estilo e voz de Aninha Barros, uma cantora popular, mulher negra e piracicabana adotiva, de voz marcante e forte carisma", diz o diretor artístico e regente titular.