Últimas Notícias
Frio
Temperatura deve chegar a 5ºC a partir de quarta
Prefeitura de Piracicaba ampliará o número de vagas para pernoite da população em situação de rua nos próximos dias

Por Larissa Souza

Temperatura despencou e as pessoas tiraram do armário, além das blusas, gorro, cachecol e luvas

Crédito: Mateus Medeiros

Temperatura despencou e as pessoas tiraram do armário, além das blusas, gorro, cachecol e luvas

Piracicaba também sofrerá os efeitos de uma massa de ar polar que atingirá o Estado e provocará a queda da temperatura a partir desta quarta-feira, de acordo com o professor da Esalq (Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz) Felipe Gustavo Pilau. Segundo ele, a temperatura mínima na cidade deve chegar a 5°C. “A queda não será tão acentuada quanto a das duas últimas frentes frias que passaram por aqui”, explica Pilau.

O professor também aponta para uma possibilidade de chuva na quarta-feira. Segundo ele, deve chover aproximadamente 10 milímetros no município.

A previsão de uma queda de temperatura aumenta a preocupação dos produtores e pecuaristas, que já enfrentam as dificuldades causadas pela estiagem.

Para passar por essa mudança climática, alguns investem em materiais, como telas de sombreamento - que protegem a plantação das geadas - e outros métodos para tentar diminuir o ressecamento do solo, como o aumento da irrigação, explica o produtor rural Marcelo Fernando Ferezini. Ele prefere aguardar a chegada da frente fria para avaliar seus desafios. “Não tem como adivinhar o que virá do clima, eu prefiro esperar”, conta.

Já o pecuarista Neimir Faria, passou a dar proteína para os gados e ração para as vacas com bezerro no pé (que estão amamentando), como meio de complementar a refeição, já que o capim está ressecado.

 

Em situação de rua

 

A Prefeitura de Piracicaba ampliará o número de vagas para pernoite da população em situação de rua nos próximos dias, atenta à onda de frio prevista para atingir o município. Hoje, o número de vagas é 83 e a intenção é ter mais 70 vagas, chegando a 153, para acomodar este público, que serão disponibilizadas de acordo com a demanda, já que o município mantém, durante todo ano, serviços de acolhimento provisório para esta população.

As novas vagas serão criadas na Casa de Passagem e no Albergue Noturno, espaços já estruturados no município para receber esta população.

Aliada a esta ampliação, desde a queda nas temperaturas, em junho, o Serviço Especializado em Abordagem Social (Seas), da Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social (Smads), intensificou a abordagem às pessoas, explanando a elas os locais onde é possível o pernoite, realização de refeição e banho.

Nesta semana, a equipe ampliará o horário de atendimento e estará até à 0h (meia-noite) nos locais de maior incidência desta população, sensibilizando as pessoas para se alojarem nas vagas disponibilizadas. Na madrugada, se alguém quiser notificar a presença de pessoas em situação de rua, a Smads solicita que ligue para o 153, da Guarda Civil, que auxiliará no encaminhamento para o acolhimento.

Os serviços, que normalmente têm horário limite de entrada até às 22h, flexibilizarão as regras para receber pessoas além desse horário. "Nosso intuito é que todo mundo possa estar acolhido e protegido durante as temperaturas mais baixas para não haver nenhum prejuízo à integridade física dessas pessoas", frisa Euclidia Fioravante, secretária da Smads.

 

Rede de apoio

A Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social tem, exclusivamente, cinco serviços direcionados à população em situação de rua que funcionam o ano inteiro. Há o Seas, o Centro Pop (Centro de Referência Especializado para População em Situação de Rua), o Núcleo de Apoio Social Novos Caminhos (NAS), a Casa de Passagem e o Albergue Noturno.