Últimas Notícias
Terapia alternativa
Ribeirão Preto investe em infraestrutura no segmento de bem estar
Cidade se destaca na abertura de clínicas e spas urbanos para pessoas que buscam melhor qualidade de vida

Por Da redação

Ribeirão Preto tem se destacado pelo aumento do número de estabelecimentos voltados a terapias alternativas

Crédito: Divulgação

Ribeirão Preto tem se destacado pelo aumento do número de estabelecimentos voltados a terapias alternativas

Cidade com um produto interno bruto maior do que Vitória (ES), Cuiabá (MT), Florianópolis (SC), Natal (RN) e outras 11 capitais brasileiras, Ribeirão Preto tem se destacado pelo aumento do número de estabelecimentos voltados a terapias alternativas, como as massagens relaxantes e sensuais.

Conhecido por crescer constantemente e de forma acelerada, o município do interior paulista proporciona diversas opções de trabalho, estudos e lazer. Em geral, a cidade possui um bom padrão de qualidade de vida, com bairros bastante procurados como, Alto do Ipê; Avenida João Fiúsa (região que engloba a parte mais nobre da cidade, entre o Jardim Sumaré, passando pelos bairros Alto da Boa Vista, Jardim Irajá, Jardim São Luís e Bosque dos Juritis); Jardim Botânico (onde fica o Parque Dr. Luis Carlos Raya), além de Jardim Olhos D’Água e Nova Aliança.

Com este perfil, Ribeirão Preto tem se destacado pela crescente oferta de massagens terapêuticas, todas evidentemente com o objetivo de ajudar as pessoas a se sentir melhor e a aliviar tensões e dores.

No segmento de massagens, as pessoas costumam iniciar o contato com as técnicas pela terapia mais utilizada. No caso, a sueca, que é aplicada em todo corpo. Com uma combinação de movimentos, o profissional atua para aliviar as dores e as tensões em tendões e músculos.

Igualmente procurada na região, a massagem com pedras quentes (aquecidas) visa descansar e relaxar as pessoas que sofrem com dores e tensões musculares. Geralmente feitas de basalto, elas são posicionadas em determinados pontos, ajudando a melhorar o fluxo sanguíneo e abrandar a dor.

A massagem ayurvédica restabelece o equilíbrio físico e psíquico, atuando no campo físico e energético. Relaxante, ela é realizada com óleos vegetais e essenciais, preparados com ervas medicinais. O massagista faz movimentos de tração e alongamentos, estimulação de pontos e órgãos vitais. Atua ainda nos sistemas linfático e circulatório.

Introduzido no Brasil na década de 1960, o shiatsu previne e diminui o estresse, atuando contra ansiedade, artrite, dor nas costas, constipação, dor de cabeça, insônia, problemas menstruais, dor no pescoço e ombro, síndrome pré-menstrual, ciática e sinusite.

Sensuais

As massagens sensuais, como a sensitive, a tailandesa, a nuru e a tântrica também estão caindo no gosto da população que têm buscado por massagistas em Ribeirão Preto.

A massagem sensitive estimula as zonas erógenas de homens e mulheres, com movimentos contínuos e suaves e toques com as pontas dos dedos. Ajuda a eliminar tensões e promover uma conexão física, emocional e energética. O seu toque trabalha o aspecto meditativo e sensorial.

Da mesma forma, a massagem tailandesa, é indicada para pessoas que desejam uma forma de atividade mais ativa, com vistas a reduzir a dor e o estresse. Além disso, ajuda a melhorar a flexibilidade, a circulação e os níveis de energia, em busca do equilíbrio corporal. O terapeuta usa seus pés, joelhos, polegares, palmas e cotovelos, além de pressão, compressão e alongamento, no corpo do paciente.

Técnica de massagem japonesa, a nuru é realizada com um ou mais massagistas, utilizando uma loção de massagem que dá o nome à técnica, incolor e inodora, que se esfregam contra o corpo do cliente. Isto desencadeia fortes sensações táteis para aliviar o estresse. A nuru relaxa a musculatura, desintoxica o organismo e provoca maiores sensações de prazer.

Bastante conhecida no Brasil, a massagem tântrica proporciona diversos benefícios aos praticantes, como o despertar da sexualidade, ajudando inclusive a resolver bloqueios de ordem emocional, visto que a técnica favorece o autoconhecimento do corpo. A técnica expande e intensifica a sensação orgástica, encadeando diversos agrupamentos musculares na reação bioelétrica do orgasmo.