Últimas Notícias
Pandemia da Covid-19
Nova flexibilização em Piracicaba
Decreto assinado pelo prefeito Luciano Almeida autoriza realização de eventos sociais, culturais, esportivos e feiras corporativas

Por Larissa Souza

Decreto de Piracicaba está em acordo com as medidas estabelecidas pelo Governo do Estado de São Paulo

Crédito: Mateus Medeiros/Gazeta de Piracicaba

Decreto de Piracicaba está em acordo com as medidas estabelecidas pelo Governo do Estado de São Paulo

Em acordo com as medidas estabelecidas pelo Governo do Estado de São Paulo, o prefeito Luciano Almeida assinou ontem decreto que flexibiliza as medidas de restrição para o combate da Covid-19. Entre as determinações do decreto 18.847/2021, está a autorização para a realização de eventos sociais, culturais, esportivos e feiras corporativas.

O documento, que começou a valer ontem e tem duração até o dia 31 de outubro, permite a realização de atividades religiosas e eventos culturais, com público sentado e respeitando as medidas de distanciamento social. Os esportes coletivos também podem acontecer, desde que sem plateia, com máscara, e atendendo as medidas dos protocolos de higiene.

De acordo com o decreto, os estabelecimentos que possuem licença para atuar como salão de festas ou buffet poderão retomar suas atividades, em espaços próprios ou locados, com alvará da prefeitura e AVCB do Corpo de Bombeiros.

Segundo o documento, as empresas desse segmento poderão realizar casamentos, bodas, aniversários, formatura, e eventos corporativos para até 200 pessoas (contando com os funcionários que trabalharão no evento), atendendo a algumas recomendações, que incluem a disponibilização de álcool em gel na entrada, uso de máscara para a circulação no espaço, e eventos com duração de, no máximo, cinco horas.

O presidente da Acipi (Associação Comercial e Industrial de Piracicaba), Marcelo Cançado, considera a retomada dos eventos sociais importantes para a economia do município. “A volta dos eventos sociais, sem dúvida fomentará bastante a economia da cidade, pois é um setor que, além de gerar centenas de empregos, propiciará renda para muitas pessoas”, afirmou.

Ele também elogiou o trabalho da prefeitura para evitar a realização de festas clandestinas. “Importante destacar o papel que a Prefeitura de Piracicaba vem fazendo para banir os eventos clandestinos da cidade”.

 

Bares e restaurantes

Com a flexibilização das medidas, bares e restaurantes passarão a atuar sem limitação de horário e poderão utilizar 100% de suas capacidades.

Para apresentações de música ao vivo, deverá ser instalada uma barreira física de vidro, acrílico ou outro material, com o intuito de separar o músico da plateia. Além disso, a disposição das mesas deve respeitar o distanciamento de, no mínimo, um metro, e a banda e equipe técnica deve usar máscara facial, podendo retirar somente no momento da apresentação.

O presidente da Apaflar (Associação Piracicabana de Alimentação Fora do Lar), Milton Martins (Miltinho), acredita que a novidade renova a energia dos empresários e proprietários de estabelecimentos e traz mais segurança para os clientes. “Essa expectativa positiva que as coisas possam voltar ao chamado novo normal renova o ânimo e traz motivação para criarmos novos pratos e promoções para atrair a clientela”, falou.

Já o presidente do Sindicato de Bares, restaurantes e similares da região de Piracicaba, Arnaldo Azzali, considera a iniciativa positiva, mas acredita que o setor irá trilhar um grande caminho até recuperar as perdas dos momentos de restrição. “Nós estamos ansiosos com essa volta ao trabalho, com cautela. Nossa esperança é que não ocorra uma terceira onda”, disse.

Azzali destaca que é importante que, mesmo com a volta das atividades presenciais totais, os empresários do setor invistam no delivery e no drive thru, que cresceram muito, especialmente no período de mais restrições, e continuarão a ser utilizados por muitos consumidores.