Últimas Notícias
Copa Paulista
Alvinegro estreia com vitória
No Barão, sem torcida, XV bateu o Rio Claro por 3 a zero

Por José Ricardo Ferreira

XV não teve dificuldades para estrear com vitória na Copinha

Crédito: Mateus Medeiros

XV não teve dificuldades para estrear com vitória na Copinha

O XV de Piracicaba não encontrou dificuldades para vencer o Rio Claro, ontem, por 3 a 0, na primeira rodada da Copa Paulista, no estádio Barão da Serra Negra, pelo Grupo 2, nesta terça-feira (14) à tarde. Os gols foram marcados no primeiro tempo por Carlos Alberto e Franklin e Lúcio Flávio, no segundo.

O XV volta a campo na terça-feira (21), às 15h, contra o São Bento, em Sorocaba. O São Bento venceu por 1 a 0 o Noroeste, na estreia, em Bauru.

O XV jogou em luto pela morte, em um acidente aéreo em Piracicaba, do empresário Celso Silveira Mello Filho. Ele foi presidente do XV entre 1988 e 1992. Atualmente era conselheiro do clube. Celso era acionista da usina Raízen que é a principal patrocinadora do XV.

Além do minuto de silêncio e das bandeiras no estádio permanecerem a meio palmo em homenagem ao ex-presidente, em sua página e nas redes sociais o XV soltou uma nota de pesar: “O XV de Piracicaba lamenta profundamente o falecimento de Celso Silveira Mello Filho, sua esposa, filhos e demais tripulantes vítimas da queda da aeronave em que estavam presentes nesta terça-feira (14). Celso Silveira Mello Filho foi presidente do XV em duas oportunidades e atualmente compunha o quadro do Conselho Deliberativo do clube, além de ser irmão de Rubens Ometto Silveira Mello, presidente do Conselho de Administração do Grupo Raízen, patrocinador master do XV”.

O jogo

O XV rapidamente abriu o placar aos 7’ quando o atacante Carlos Alberto recebeu de Ítalo e avançou pela direita chutando cruzado, sem chances para o goleiro Yuri: 1x0.

Três minutos depois o XV ampliou com Franklin, dessa vez pela esquerda. Ele acertou um belo chute fazendo o segundo gol: 2x0.

O XV continuou no ataque com boa movimentação na frente trocando bolas rapidamente e confundindo a marcação rio-clarense. Aos 24’ Franklin venceu a marcação e bateu à meia altura para Yuri espalmar. Ainda no primeiro tempo o atacante Ítalo se contundiu na coxa e Lúcio Flávio o substituiu.

O Rio Claro só chegou aos 38’ com Leonardo que escapou da marcação de Robson, mas chutou fraco para defesa sem dificuldades por parte de Belliato.

Aos 42’ o XV quase chegou o terceiro. Juninho cruzou e Lúcio Flávio bateu forte e acertou o travessão do Rio Claro.

Logo no primeiro minuto do segundo tempo o XV ampliou. Carlos Alberto cruzou e o zagueiro Anderson do Rio Claro interceptou a bola com as mãos: pênalti. Lúcio Flávio cobrou no canto esquerdo e fez: 3x0. O XV quase marcou aos 3’ novamente com Lúcio, mas Yuri defendeu o chute. Aos 12’, Vitinho cabeceou e mandou a bola na trave do XV.

Com ampla vantagem o XV do técnico Luciano Dias administrou a partida, tocando a bola e se armando para os contra-ataques. Ao Rio Claro restaram algumas investidas, mas sempre bem suportadas pela zaga e pelo goleiro Belliato. O XV jogou com Belliato; Juninho, Robson (João Maistro), Mauricio Ramos e Rubens Carvalho; Paraíba (Gustavo), Parrudo (Felpie Benedetti) e Lucas de Sá; Carlos Alberto, Ítalo (Lúcio Flávio) e Franklin (Matheus Martins).