Últimas Notícias
Ponte Preta segura Dawhan para Série B
Diretoria decidiu não liberar o atleta para atuar no Cruzeiro

Por Lucas Rossafa/Correio Popular

Dawhan, intocável desde os tempos de Fábio Moreno, completou sete partidas disputadas na Série B

Crédito: Diego Almeida/PontePress

Dawhan, intocável desde os tempos de Fábio Moreno, completou sete partidas disputadas na Série B

A diretoria executiva da Ponte Preta decidiu não liberar Dawhan para atuar no Cruzeiro na sequência da Série B do Campeonato Brasileiro. Titular absoluto por duas temporadas, o volante faz parte do planejamento da macaca para continuidade da segunda divisão e marcou presença no empate diante do Brasil de Pelotas pelo placar de 1 a 1, na última sexta-feira.

O camisa 5, intocável desde os tempos de Fábio Moreno, completou sete partidas disputadas na segunda divisão nacional, o que inviabiliza sua contratação por qualquer outro participante nesta edição. Sem proposta oficial na mesa do presidente Sebastião Arcanjo, o atleta foi procurado pelo Cruzeiro, mas só seria realmente liberado se houvesse o pagamento de multa rescisória. Contudo, os valores, mantidos em sigilo, foram considerados fora da realidade orçamentária mineira.

Aos 25 anos, Dawhan, no Estádio Moisés Lucarelli desde janeiro de 2020, está emprestado pelo Santa Rita-AL ao time campineiro até 10 de dezembro de 2021 e é um dos nomes garantidos na escalação de Gilson Kleina.

Criado nas categorias de base do Corinthians, o jogador totaliza 72 partidas pela Ponte Preta e cinco gols marcados, sendo o mais importante no Dérbi 197 e o último contra o Brasil, neste fim de semana.

Fechado

A Ponte Preta acertou a contratação de André Luiz para continuidade da Série B do Campeonato Brasileiro. Em Campinas desde sexta-feira à noite, volante foi repassado pelo Sampaio Corrêa à macaca por empréstimo, mediante pagamento à vista de R$ 150 mil, até 30 de maio de 2022, ao fim do Campeonato Paulista.

Com seis jogos completados pelo Tricolor na segunda divisão nacional, atleta foi cortado da lista de relacionados no meio desta semana do confronto diante do Botafogo para não ter transferência inviabilizada.

Aos 25 anos, André Luiz soma passagens por Miguel Couto, Artsul, Barra da Tijuca, Bangu, Anápolis, Galícia, América TO, Mesquita e Madureira antes de viver melhor momento da carreira no Sampaio Corrêa, pelo qual defendeu desde 2020.

No Majestoso, jogador vai disputar titularidade com Dawhan, Léo Naldi, entregue ao Departamento Médico por artroscopia no joelho, Lucas Cândido, Marcos Júnior e Vini Locatelli.

Uniforme

A Ponte Preta abriu participação na Série B do Campeonato Brasileiro sem a Philco como patrocinadora master. A empresa tinha contrato válido junto à Macaca até o fim do Campeonato Paulista de 2021, cujo anúncio aconteceu em julho do ano passado, mas sem renovação do acordo.

De acordo com o presidente Sebastião Arcanjo, as tratativas estavam encaminhadas por extensão do vínculo, porém com reviravolta de última hora. "No caso da Philco, nós estávamos com uma negociação muito bem encaminhada. Estávamos próximo da assinatura de uma renovação do contrato até o Campeonato Paulista de 2022. Por uma decisão administrativa da empresa, ela resolveu suspender alguns investimentos. Entre eles, no caso do futebol, a Ponte Preta acabou sendo afetada por essa decisão. Nós temos que respeitar. A Philco foi uma excelente parceira da Ponte Preta durante o período em que ela nos deu a honra de estampar a sua marca na nossa camisa. Agora, estamos no mercado buscando novas oportunidades", pontuou.

"Essa é uma realidade do futebol brasileiro. É só a gente olhar as camisas dos clubes. Então você tem desde camisas de Fórmula 1 no passado, com pequenos patrocinadores e patrocinadores locais. A busca de patrocinadores no futebol brasileiro não é uma realidade exclusiva da Ponte Preta", emendou.