Últimas Notícias
POLÍTICA
Covas deixa legado de coerência política, dizem executivos do Bradesco
Os principais executivos do Bradesco lamentaram a morte do prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), neste domingo

Por Estadão Conteúdo

Crédito: Divulgação/Internet

Os principais executivos do Bradesco lamentaram a morte do prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), neste domingo. Luiz Carlos Trabuco Cappi, presidente do Conselho de Administração do banco, diz que Covas deixa um legado de princípios como coerência política e idealismo, assim como o avô, o ex-governador de São Paulo, Mário Covas.

"Sua luta contra o câncer foi digna e comovente. Estamos tristes pela perda de um grande homem. Prestamos nossa solidariedade à família e amigos de Bruno Covas", completou o executivo.

Octávio de Lazari, presidente do Bradesco, falou que a perda de Covas traz pesar e consternação. "A ele estavam reservadas novas missões relevantes em prol do interesse público a partir de sua curta mas exemplar carreira política. A todos da família Covas e sua equipe na prefeitura de São Paulo dirigimos nossas sinceras condolências."

Covas morreu na manhã deste domingo aos 41 anos. Ele lutava desde novembro de 2019 contra um câncer que, inicialmente, atingiu o trato digestivo. Nas últimas semanas, exames detectaram novos tumores no fígado, na estrutura da bacia e na coluna vertebral.