Últimas Notícias
POLÍTICA
Presidente do Senado diz que Covas era um dos maiores quadros de sua geração
O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, disse que o prefeito de São Paulo, Bruno Covas, que morreu neste domingo, era um dos maiores quadros de sua geração

Por Estadão Conteúdo

Crédito: Divulgação/Internet

O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, disse que o prefeito de São Paulo, Bruno Covas, que morreu neste domingo, era um dos maiores quadros de sua geração.

"Com muita tristeza recebo, neste domingo, a notícia do falecimento do prefeito de São Paulo, Bruno Covas, 41 anos. Bruno Covas era, sem dúvida, um dos maiores quadros da nossa geração, representante dos ideais da social democracia, valores defendidos pelo seu partido, o PSDB, que teve entre os fundadores o seu avô, Mário Covas", declarou, em nota divulgada há pouco.

Pacheco ressaltou que ingressou junto com Covas na Câmara dos Deputados em 2015 e disse que o tucano teve uma carreira vitoriosa que foi "tristemente interrompida".

"Em nome do Congresso Nacional, expresso os meus profundos sentimentos de pesar ao seu filho, à sua família e à população de São Paulo", completou Pacheco, que também é presidente do Congresso.

Covas morreu neste domingo aos 41 anos, após uma longa batalha contra um câncer no sistema digestivo.