Últimas Notícias
ECONOMIA
Após CPI, Casa Branca mantém avaliação de alta temporária da inflação nos EUA
Após o salto na inflação dos Estados Unidos em abril, o governo norte-americano manteve a avaliação de que a alta nos preços é temporária

Por Estadão Conteúdo

Crédito: Divulgação/Internet

Após o salto na inflação dos Estados Unidos em abril, o governo norte-americano manteve a avaliação de que a alta nos preços é temporária. Em uma coletiva de imprensa, a porta-voz da Carta Branca, Jen Psaki, afirmou que o avanço do indicador é resultado da transição que o país vive, da crise gerada pela pandemia de covid-19 para a retomada econômica.

Segundo Psaki, o governo do presidente dos EUA, Joe Biden, se preparou para essa alta nos preços. "Continuamos consistentemente monitorando a inflação", garantiu.

O argumento da Casa Branca de que a alta inflacionária é transitória é a mesmo usado pela maioria dos dirigentes do Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano).

No mês passado, segundo dados divulgados nesta quarta-feira pelo Departamento do Trabalho, o índice de preços ao consumidor (CPI, na sigla em inglês) dos EUA subiu 0,8% na comparação com março e 4,2% em relação a igual período do ano passado. A previsão era de avanço de 0,2% e 3,6%, respectivamente.

O núcleo da inflação, por sua vez, teve alta mensal de 0,9% e anual de 3,0%. Nesse caso, a estimativa indicava ganho de 0,3% e 2,3%, respectivamente.