Últimas Notícias
ECONOMIA
Três das 5 atividades de serviços têm queda em março ante fevereiro, diz IBGE
Três das cinco atividades de serviços registraram perdas na passagem de fevereiro para março, segundo os dados da Pesquisa Mensal de Serviços do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE)

Por Estadão Conteúdo

Crédito: Divulgação/Internet

Três das cinco atividades de serviços registraram perdas na passagem de fevereiro para março, segundo os dados da Pesquisa Mensal de Serviços do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Na média global, o volume de serviços prestados caiu 4,0% em março ante fevereiro.

O destaque foi o tombo de 27,0% nos serviços prestados às famílias, a queda mais intensa desde abril de 2020 (-45,6%).

Os demais resultados negativos ocorreram nos transportes, serviços auxiliares aos transportes e correio (-1,9%) e serviços profissionais, administrativos e complementares (-1,4%).

Na direção oposta, houve avanços nos setores de informação e comunicação (1,9%) e de outros serviços (3,7%).

Comparação interanual

Quatro das cinco atividades de serviços registraram avanços em março de 2021 em relação a março de 2020, segundo os dados da Pesquisa Mensal de Serviços, divulgada pelo IBGE.

O volume do setor de serviços cresceu 4,5%, após 12 taxas negativas consecutivas. Houve crescimento em 45,2% dos 166 tipos de serviços investigados.

Os principais avanços ocorreram nos transportes, serviços auxiliares aos transportes e correio (8,8%) e nos serviços de informação e comunicação (6,2%). Também houve aumentos nos outros serviços (7,3%) e nos profissionais, administrativos e complementares (0,7%).

A única perda ocorreu nos serviços prestados às famílias (-17,1%), puxada pela queda em restaurantes; hotéis; serviços de bufê; e atividades de condicionamento físico.