Últimas Notícias
POLÍTICA
Após discurso contra isolamento, presidente do TJ-MS cria nova condecoração
Depois de viralizar com um discurso de posse contra o distanciamento social na pandemia, compartilhado até pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido), o desembargador Carlos Eduardo Contar, presidente do Tribunal de Justiça do Mato Grosso do Sul, decidiu se dedicar agora a uma reforma na concessão de honrarias pelo Poder Judiciário do Estado

Por Estadão Conteúdo

Crédito: Divulgação/Internet

Depois de viralizar com um discurso de posse contra o distanciamento social na pandemia, compartilhado até pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido), o desembargador Carlos Eduardo Contar, presidente do Tribunal de Justiça do Mato Grosso do Sul, decidiu se dedicar agora a uma reforma na concessão de honrarias pelo Poder Judiciário do Estado.

Em resolução publicada no Diário de Justiça na segunda-feira, 10, o desembargador criou a "Ordem do Mérito Judiciário", com as insígnias de grã-cruz, grande oficial, comendador, oficial e cavaleiro. Na justificativa da medida, afirma que a condecoração "aprimora e acrescenta maior dignidade" a honrarias existentes.

"Em nossos tempos, em respeito às mais perenes tradições, faz-se cada vez mais necessário distinguir e homenagear pessoas que se destacam, como forma de exemplo e estímulo aos demais", diz a resolução.

A escolha das pessoas ou instituições a serem condecoradas caberá a um conselho de magistrados presidido por Contar. Em meio à crise sanitária da pandemia, o desembargador encontrou tempo para redigir uma resolução minuciosa, com oito páginas e detalhes que vão desde as regras para concessão da nova honraria até simulações de modelos para os diferentes graus da condecoração.

COM A PALAVRA, O TRIBUNAL DE JUSTIÇA DE MATO GROSSO DO SUL

A reportagem fez contato com a assessoria do tribunal, mas não teve retorno. O espaço está aberto para manifestação.