Últimas Notícias
INTERNACIONAL
Opep+ mantém aumento progressivo da produção de petróleo
Os países da Opep+ concordaram, nesta terça-feira (27), em não alterar as cotas de produção de petróleo fixadas no início de abril para os próximos três meses, em face da estabilidade do mercado, em uma cúpula ministerial

Por AFP

Crédito: Divulgação/Internet

Os países da Opep+ concordaram, nesta terça-feira (27), em não alterar as cotas de produção de petróleo fixadas no início de abril para os próximos três meses, em face da estabilidade do mercado, em uma cúpula ministerial.

Os membros da aliança "decidiram continuar implementando" a abertura gradual de sua torneira, anunciou a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) em um comunicado.

"Examinamos a situação do mercado e mais uma vez confirmamos as decisões tomadas há um mês", disse o vice-primeiro-ministro russo, Alexander Novak, encarregado da Energia, entrevistado pelo canal Rossia 24.

Na cúpula anterior, o cartel ampliado havia anunciado o aumento de seu nível atual de produção em 350.000 barris por dia em maio, o mesmo em junho e finalmente em 450.000 barris adicionais por dia em julho.

Esta decisão já era esperada pelo mercado: os dois preços de referência, Brent e WTI, continuam em curva acendente discreta, da ordem de 1%.

A surpresa, porém, veio do calendário escolhido pela aliança. As duas reuniões inicialmente agendadas para quarta-feira - do comitê de acompanhamento do acordo atual de redução da produção do grupo (JMMC) e da cúpula ministerial - foram reunidas numa única nesta terça-feira, realizada por videoconferência.

A Opep+ também anunciou que a próxima cúpula será no dia 1º de junho.

O cartel formado pelos treze membros da Organização dos Países Exportadores de Petróleo, liderado pela Arábia Saudita, formou uma aliança no final de 2016 com dez outros países, incluindo a Rússia, na forma de um acordo denominado Opep+.

bp/anb/esp/mr