Últimas Notícias
INTERNACIONAL
Ucrânia expulsa outro diplomata russo
A Ucrânia anunciou nesta terça-feira (27) que declarou um cônsul russo "persona non grata" em represália a uma decisão semelhante de Moscou, em meio a tensões crescentes e expulsões semelhantes entre a Rússia e países ocidentais

Por AFP

Crédito: Divulgação/Internet

A Ucrânia anunciou nesta terça-feira (27) que declarou um cônsul russo "persona non grata" em represália a uma decisão semelhante de Moscou, em meio a tensões crescentes e expulsões semelhantes entre a Rússia e países ocidentais.

Este diplomata baseado em Odessa (sul) deve deixar a Ucrânia o mais tardar na sexta-feira, disse o porta-voz da diplomacia ucraniana, Oleg Nikolenko, em um comunicado.

A Rússia declarou na véspera "persona non grata" um diplomata ucraniano, a quem ordenou que deixasse o país antes de sexta-feira, explicando que a medida respondia ao anúncio da expulsão, em 19 de abril, de um diplomata russo em Kiev.

Nesta terça-feira, Nikolenko estimou que a expulsão faz parte de "uma campanha anti-ucraniana na Rússia" e representa um "novo ato hostil" de Moscou.

A Rússia também expulsou recentemente um cônsul ucraniano em São Petersburgo, que foi brevemente detido em 17 de abril sob a acusação de tentar obter informações secretas.

As novas expulsões ocorrem dias depois de Moscou anunciar a retirada de suas tropas que realizam exercícios na península da Crimeia, anexada pela Rússia em 2014, e perto da fronteira com a Ucrânia.

Vários países ocidentais também expulsaram diplomatas russos nas últimas semanas, em um contexto de acusações de espionagem, ciberataques ou interferência eleitoral. Moscou respondeu às expulsões com medidas semelhantes.

ant/rco/lb/tjc/mar/mr