Últimas Notícias
INTERNACIONAL
Rússia coloca em órbita 36 satélites da operadora OneWeb
A Rússia colocou em órbita nesta segunda-feira 36 novos satélites da operadora britânica Oneweb, que está implantando uma constelação para levar internet de alta velocidade a qualquer parte do mundo

Por AFP

Crédito: Divulgação/Internet

A Rússia colocou em órbita nesta segunda-feira 36 novos satélites da operadora britânica Oneweb, que está implantando uma constelação para levar internet de alta velocidade a qualquer parte do mundo.

O foguete Soyuz-2.1b decolou às 1H14 de Moscou (19H14 de Brasília, domingo) da base de Vostochni, no extremo oritente russo, informou a agência espacial Roscosmos.

"Todos os satélites foram colocados com sucesso nas órbitas escolhidas e estão sob controle do cliente", afirmou a agência.

Este é o segundo lançamento de satélites OneWeb este ano. O anterior aconteceu em 25 de março com 36 satélites colocados em órbita.

Em 2019 e 2020 também foram organizados lançamentos.

A Oneweb, que pertence ao governo britânico em associação com a multinacional indiana Bharti, prevê uma rede de internet global operacional até o fim de 2022 graças a uma constelação de 650 satélites em órbita.

De acordo com um contrato assinado com a empresa europeia Arianespace, 16 lançamentos de Soyuz, entre dezembro de 2020 e o fim de 2022, devem implementar a constelação de satélites da OneWeb.

Outros projetos similares também estão em prática.

O bilionário Elon Musk, fundador da SpaceX, é responsável por colocar em órbita mil satélites para criar a rede Starlink.

O fundador da Amazon, Jeff Bezos, tem um projeto similar chamado Kuiper.

O lançamento desta segunda-feira aconteceu na base de Vostochni, cuja construção foi marcada por escândalos de corrupção e atrasos.

Localizada no extremo oriente russo, perto da fronteira com a China, esta base de lançamentos substituirá no futuro a a de Baikonur, que Moscou aluga do Cazaquistão desde o colapso da União Soviética em 1991.

pop/pz/zm/fp

AMAZON.COM