Últimas Notícias
INTERNACIONAL
Ambientalistas superam conservadores de Merkel na Alemanha, diz pesquisa
Os ambientalistas estão em ascensão após a indicação de sua líder para as eleições legislativas de setembro, superando os conservadores de Angela Merkel nas intenções de voto, de acordo com uma pesquisa publicada neste domingo (25)

Por AFP

Crédito: Divulgação/Internet

Os ambientalistas estão em ascensão após a indicação de sua líder para as eleições legislativas de setembro, superando os conservadores de Angela Merkel nas intenções de voto, de acordo com uma pesquisa publicada neste domingo (25).

Esta é a segunda pesquisa de opinião pública consecutiva esta semana mostrando uma reviravolta, que se confirmada nas urnas seria sem precedentes na história política alemã e abriria as portas da Chancelaria aos Verdes.

A pesquisa, realizada pelo Instituto Kandar para o jornal Bild em sua edição de domingo, concede 28% dos votos aos ambientalistas, um aumento de seis pontos em relação à pesquisa anterior, consequência da indicação da candidata à Chancelaria de sua co-presidente, Annalena Baerbock.

Por sua vez, os conservadores de Angela Merkel caíram dois pontos, para 27%, como resultado da polêmica indicação de seu líder, o presidente da União Democrática Cristã (CDU) Armin Laschet, visto como impopular.

O Partido Social Democrata (SPD) também perde terreno com apenas 13%, assim como a extrema direita (10%) e a extrema esquerda (7%).

Outra pesquisa divulgada terça-feira pelas redes de televisão RTL e NTV também deu aos Verdes a liderança em intenção de voto pela primeira vez, também com 28%, batendo a direita.

Os ambientalistas escolheram Baerbock, de 40 anos, com uma linha bastante moderada na defesa do meio ambiente e que está comprometida com a renovação. Esses princípios parecem ter estimulado o movimento na opinião pública, em um momento em que a maioria dos outros partidos atravessa dificuldades.

Os conservadores continuam acertando suas contas internas com "primárias" que deixaram profundas divisões.

O perdedor na corrida pela candidatura para suceder Merkel entre os conservadores, o bávaro Markus Söder, atacou o vencedor, Armin Laschet, implacavelmente neste fim de semana.

Söder disse que a nomeação de seu rival "não o convenceu" e considerou que o partido CDU está mergulhado em "uma crise".

ylf/esp/age/es/gf

RTL GROUP