Últimas Notícias
ECONOMIA
Avanço da pandemia fez venda de gasolina cair 16,4% entre 1º e 20 de abril
O aumento das medidas de isolamento social por causa do avanço da pandemia de covid-19 no País causou forte impacto nas vendas de gasolina, que caíram 16,4% entre 1º e 20 de abril ante igual período do ano passado, segundo dados do Ministério de Minas e Energia

Por Estadão Conteúdo

Crédito: Divulgação/Internet

O aumento das medidas de isolamento social por causa do avanço da pandemia de covid-19 no País causou forte impacto nas vendas de gasolina, que caíram 16,4% entre 1º e 20 de abril ante igual período do ano passado, segundo dados do Ministério de Minas e Energia.

Já o diesel teve vendas 6,4% maiores na mesma comparação, o que deve aumentar a necessidade de importação do combustível, avalia o consultor de petróleo e gás da StoneX, Thadeu da Silva.

"Não consegue refinar só um derivado, ou seja, falta diesel e sobra gasolina porque não tem mais onde estocar, vai precisar de muito importado esse mês", explica Silva.

Com paradas de manutenção em algumas refinarias da Petrobras, e a queda de consumo de gasolina pelo isolamento social, as refinarias da estatal estão trabalhando em níveis próximos ao pior período da pandemia no passado.

No dia 25, o fator de utilização médio das unidades da companhia foi de 60,4%, ou seja, quase 40% de ociosidade.