Últimas Notícias
INTERNACIONAL
Chelsea vence West Ham e se firma no G4; Liverpool cede empate ao Newcastle no fim
O Chelsea se firmou na 4ª posição da Premier League neste sábado graças à sua vitória por 1 a 0 fora de casa sobre o West Ham (5º) e ainda abriu uma vantagem em relação ao Liverpool (6ª) graças ao empate no último minuto do Newcastle (15º), nas partidas da 33ª rodada

Por AFP

Crédito: Divulgação/Internet

O Chelsea se firmou na 4ª posição da Premier League neste sábado graças à sua vitória por 1 a 0 fora de casa sobre o West Ham (5º) e ainda abriu uma vantagem em relação ao Liverpool (6ª) graças ao empate no último minuto do Newcastle (15º), nas partidas da 33ª rodada.

No duelo das equipes de Londres valendo o quarto lugar, o Chelsea venceu. Os jogadores comandados por Thomas Tuchel abriram o placar pouco antes do intervalo por meio do alemão Timo Werner (43) e conseguiram manter a vantagem até o fim.

Os "Blues" mostraram do que são capazes neste sábado. Em meio à luta para conseguir a vaga na próxima edição da Liga dos Campeões, e com o jogo de ida das semifinais desta "Champions" contra o Real Madrid na terça-feira, o Chelsea respondeu bem à pressão e fez seu dever de casa no campeonato inglês.

Além disso, a equipe virou a página da polêmica da criação da Superliga, iniciativa fracassada da qual o Chelsea fazia parte e que abalou o futebol ao longa da semana.

"Não falamos uma palavra sobre a Superliga a partir de terça-feira", disse o técnico Thomas Tuchel. "Senti que todos estavam muito concentrados e gostando de se concentrar apenas no jogo".

O time londrino é o quarto isolado da Premier League com 58 pontos, três a mais que o West Ham, que perdeu uma grande oportunidade de mostrar que suas aspirações à Champions League são sérias.

Enquanto espera o que o Leicester (3º) fará na segunda-feira, o Chelsea está a apenas um ponto dos "Foxes" e, como se não bastasse, abriu uma distância de quatro pontos em relação ao Liverpool.

Os "Reds" ficaram virtualmente em quarto lugar na tabela durante muitos minutos. Na primeira partida deste sábado, o Liverpool abriu o placar cedo com um gol do egípcio Mohamed Salah aos três minutos. Os três pontos permitiriam que o time ultrapassasse o Chelsea e o West Ham enquanto aguardava o que as equipes de Londres fariam mais tarde.

Mas o time local não conseguiu ampliar a vantagem no placar e o Newcastle aproveitou para somar um ponto no último suspiro por meio de Joe Willock (90+5).

O treinador alemão Jürgen Klopp optou por colocar em campo um time bastante ofensivo, com Salah, Roberto Firmino, Sadio Mané e Diogo Jota desde o início, deixando bem claro qual era sua intenção.

E com isso, a equipe criou muito perigo. O português Jota teve duas boas oportunidades (aos 24 e 28), assim como o senegalês Mané (27 e 40) e Salah (36), mas não se concretizaram em gols e, apesar de jogar com tudo no ataque, o time de Anfield acabou sofrendo o empate.

O técnico Jurgen Klopp foi sincero nas críticas: "Não vi o time jogar hoje como se merecessemos a vaga na Champions League no próximo ano. Temos mais cinco jogos pela frente e veremos. Ou aprendemos ou não jogamos a Champions. É isso".

Na sexta-feira, o Everton (8º) venceu o Arsenal (9º) em pleno Emirates Stadium por 1 a 0 e manteve vivo o sonho de se classificar para a próxima edição da Liga dos Campeões. O time está provisoriamente a apenas três pontos de distância da zona da Champions.

O líder Manchester City e o Tottenham (7º) já disputaram as respectivas partidas da 33ª rodada, com vitórias sobre Southampton e Fulham respetivamente, devido ao fato de no domingo se enfrentarem na final da Copa da Liga.