Últimas Notícias
VARIEDADES
Ken Follett mira agora o presente
Ken Follett começou sua carreira escrevendo thrillers e depois passou para o romance histórico, gênero que o consagrou e o transformou em um dos maiores escritores best-sellers do mundo, com 175 milhões de cópias vendidas

Por Estadão Conteúdo

Crédito: Divulgação/Internet

Ken Follett começou sua carreira escrevendo thrillers e depois passou para o romance histórico, gênero que o consagrou e o transformou em um dos maiores escritores best-sellers do mundo, com 175 milhões de cópias vendidas. Ele prefere chamar seu novo livro, Never, de romance - mas não deixa de ser um thriller sobre terrorismo.

Com lançamento internacional marcado para 9 de novembro, Never tem quase mil páginas na edição original e se passa no tempo presente, entre a Casa Branca, o norte da África e a China. São quatro personagens principais e um objetivo: combater o terrorismo.

O enredo, basicamente, é: uma crise global ameaça levar o mundo à Terceira Guerra Mundial. A ideia do livro surgiu da discussão sobre como pequenos incidentes podem se transformar em grandes guerras. Foi durante as pesquisas para o livro A Queda dos Gigantes que ele compreendeu que ninguém queria que a Primeira Guerra ocorresse, mas que uma série de decisões lógicas e moderadas culminou no conflito mortal.

O título escolhido vem da constatação de que uma nova guerra poderia, de fato, acontecer, e da resposta que ele gostaria de dar à pergunta ‘quando?’: nunca. Ainda sem título no Brasil, Never será publicado pela Arqueiro, mas a data não foi confirmada.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.