Últimas Notícias
INTERNACIONAL
Bernardinho será técnico da seleção masculina da França após Jogos de Tóquio
O técnico Bernardinho vai assumir a seleção masculina de vôlei da França após os Jogos Olímpicos de Tóquio, anunciou nesta segunda-feira a federação francesa

Por AFP

Crédito: Divulgação/Internet

O técnico Bernardinho vai assumir a seleção masculina de vôlei da França após os Jogos Olímpicos de Tóquio, anunciou nesta segunda-feira a federação francesa.

Como treinador da equipe masculina brasileira, Bernardo Rezende conquistou duas medalhas de ouro olímpicas (2004 e 2016) e foi três vezes campeão mundial (2002, 2006 e 2010), além de ter conquistado uma medalha de prata como jogador em 1984.

Bernardinho vai assumir a seleção francesa durante o Campeonato da Europa, a ser disputador de 1 a 19 de setembro de 2021 e seu contrato é válido até os Jogos de Paris em 2024.

Logo após a competição europeia, Bernardinho terá pela frente o Mundial de 2022 e o Europeu de 2023 como preparativos para as Olimpíadas na França.

"Estou muito orgulhoso pelo fato da Federação (francesa) ter me aceitado para o cargo. Esta decisão não foi fácil, porque requer alguns sacrifícios pessoais, mas quando vejo esta equipe francesa e a sua evolução atual, fico entusiasmado com a ideia de poder contribuir com minha experiência. A fim de atingir um único objetivo comum: a medalha de ouro dos Jogos Olímpicos de Paris", afirmou o brasileiro em comunicado divulgado pela Federação Francesa de Vôlei (FFVB).

Atualmente, Bernardinho estava à frente da equipe feminina do Flamengo e havia encerrado sua fase como técnico da Seleção Brasileira masculina após o título olímpico conquistado nos Jogos do Rio-2016, numa final vencida sobre a a Itália por 3 a 0.

Para chegar ao ouro em Paris-2024, Bernardinho deve levar a França à elite do vôlei mundial, o que seria a apoteose final de uma grande geração comandada pelo astro Earvin Ngapeth.

"Esta equipe tem potencial e gostaria de destacar o trabalho admirável que Laurent Tillie tem feito com os seus jogadores há nove anos. Quero continuar este trabalho, atingir os limites e capacidades de cada um, continuar a fazê-los crescer como atletas e como humanos", acrescentou o técnico brasileiro.

Bernardinho vai substituir o atual treinador francês, Laurent Tillie, que estava na função desde 2012 e que levou a seleção à conquista do Campeonato Europeu em 2015, poucos meses antes da vitória na Liga Mundial (no Brasil) e do 4º lugar no Mundial de 2014.

tba/bpa/mcd/lca