Últimas Notícias
INTERNACIONAL
Salvas em todo Reino Unido em homenagem ao príncipe Philip
Com salvas e recolhimento, um Reino Unido em luto homenageia neste sábado (10) o príncipe Philip, no dia seguinte à morte do esposo da rainha Elizabeth II, que perdeu seu apoio mais fiel

Por AFP

Crédito: Divulgação/Internet

Com salvas e recolhimento, um Reino Unido em luto homenageia neste sábado (10) o príncipe Philip, no dia seguinte à morte do esposo da rainha Elizabeth II, que perdeu seu apoio mais fiel.

Na Torre de Londres, às margens do Tamisa, nos castelos de Edimburgo, Belfast, Gibraltar e os navios da Royal Navy, onde Philip serviu durante a Segunda Guerra Mundial, o som dos canhões ressoou às 12h00 (08h00 no horário de Brasília) na primeira das 41 salvas previstas.

A dois meses de completar 100 anos, o duque de Edimburgo morreu "pacificamente" no Castelo de Windsor, oeste de Londres, na manhã desta sexta-feira (9).

A rainha manifestou sua "profunda tristeza" pela perda de quem foi seu esposo por mais de 70 anos e pai de seus quatro filhos (Charles, Anne, Andrew e Edward).

Conhecido por dizer o que pensava, o príncipe Philip chamava a atenção pelos seus comentários provocadores, às vezes vistos como racistas ou machistas.

Os britânicos, no entanto, também se lembram de sua incansável devoção à monarquia, na qual ele contribuiu para modernizar e humanizar, além de sua presença - em segundo plano, mas infalível - ao lado da rainha.

Nos jogos da Premier League de futebol haverá um minuto de silêncio em homenagem ao príncipe.

Na sexta-feira à noite, os sinos da abadia de Westminster, onde ele se casou em 1947, tocaram 99 vezes, uma por minuto, em homenagem ao príncipe de 99 anos.

Por "respeito à rainha e à família real", os sindicalistas norte-irlandeses pediram o fim das manifestações que abalam a província britânica há vários dias, mas sem conseguir evitar alguns confrontos.

Seu retrato, sozinho ou acompanhado pela sua esposa, estampa todas as primeiras páginas dos jornais neste sábado com as datas que marcaram seu século de vida: 1921-2021. "Todos choramos com você, senhora", escreveu o jornal The Sun, publicando uma foto em primeiro plano do casal real em seu casamento.

O príncipe Philip foi o "servidor mais leal" do país, segundo o jornal conservador The Telegraph, e um "duque indomável", de acordo com o tablóide Daily Express.

As televisões suspenderam sua programação normal para consagrar especiais sobre o príncipe, e seus filhos compartilharam memórias em um programa especial divulgado pela BBC.

Sua filha Anne descreveu um pai que "sempre estava ali". "Se você tinha problemas, sempre podia recorrer a ele sabendo que te ouviria e tentaria te ajudar", disse.

Desde o anúncio de sua morte, as mensagens de condolências se multiplicaram no mundo inteiro enquanto o público se aproximava dos palácios de Windsor e Buckingham, residência oficial da rainha em Londres, para depositar mensagens e flores.