Últimas Notícias
ECONOMIA
Objetivo era fazer controle de trajetória explosiva de gasto público, diz Guedes
O ministro da Economia, Paulo Guedes, disse que o objetivo inicial do governo era fazer o controle da trajetória "explosiva" do gasto público

Por Estadão Conteúdo

Crédito: Divulgação/Internet

O ministro da Economia, Paulo Guedes, disse que o objetivo inicial do governo era fazer o controle da trajetória "explosiva" do gasto público. Em evento virtual Brazil Investment Forum, organizado pelo Bradesco BBI, ele afirmou que várias medidas adotadas pelo governo permitiram uma economia com rolagem de juros de quase R$ 1 trilhão nos últimos anos.

Guedes disse que a aprovação da reforma administrativa permitirá uma economia adicional de R$ 300 bilhões em dez anos. Ele afirmou que a maioria dos funcionários públicos está sem reajuste salarial desde o início de 2019 e destacou a aprovação da reforma da Previdência como uma das medidas para atacar o descontrole das despesas.

Para o ministro, o governo precisa atacar várias frentes para reduzir a dívida pública. Uma delas é a desalavancagem dos bancos públicos, uma vez que não será possível reduzir a dívida apenas com superávit primário. "Vamos derrubar a dívida pública desalavancando bancos públicos", disse.

Guedes afirmou ainda que o governo quer retomar as privatizações para reduzir a relação entre dívida e PIB. "Vamos tentar acelerar as privatizações agora", disse.

Sobre a reforma tributária, o ministro reafirmou que não haverá aumento de impostos."Não vamos subir impostos, é determinação nossa. Qualquer imposto que entrar vai substituir outros", comentou.

Ele disse que a ideia do governo é reduzir a tributação sobre empresas e aumentar a dos dividendos.