Últimas Notícias
INTERNACIONAL
Navios de guerra dos EUA atravessarão estreito de Bósforo para mar Negro
Os Estados Unidos enviarão dois navios de guerra para o mar Negro, através do estreito de Bósforo - anunciou o Ministério turco das Relações Exteriores nesta sexta-feira (9), em meio à crescente tensão entre Rússia e Ucrânia

Por AFP

Crédito: Divulgação/Internet

Os Estados Unidos enviarão dois navios de guerra para o mar Negro, através do estreito de Bósforo - anunciou o Ministério turco das Relações Exteriores nesta sexta-feira (9), em meio à crescente tensão entre Rússia e Ucrânia.

Os navios permanecerão na região até 4 de maio, acrescentou o Ministério turco em comunicado. E, segundo a imprensa local, as embarcação ingressam no mar Negro na próxima semana.

"Há 15 dias, fomos notificados por canais diplomáticos, conforme a Convenção de Montreal, de que dois navios de guerra dos EUA transitarão em direção ao mar do Norte", disse uma fonte do Ministério turco.

Os dois navios cruzarão o Bósforo em separado rumo ao mar Negro, em 14 e 15 de abril, com o retorno previsto para 4 e 5 de maio, acrescentou a fonte.

A Convenção de Montreal, que data de 1936, garante a livre-navegação no Estreito de Bósforo, mas os países sem costa para o mar Negro devem anunciar 15 dias antes a passagem de seus navios. Estas embarcações não podem permanecer nestas águas por mais de 21 dias.

Nem a embaixada dos Estados Unidos em Ancara nem o consulado em Istambul responderam imediatamente às consultas da AFP sobre o assunto.

Na quinta-feira, a porta-voz da Casa Branca disse que os Estados Unidos estão cada vez mais preocupados com a crescente presença de tropas russas na fronteira com a Ucrânia e na Crimeia, península anexada pela Rússia.

No início de abril, o presidente americano, Joe Biden, prometeu a seu homólogo ucraniano, Volodimir Zelenski, que apoiaria a soberania da Ucrânia em relação à Rússia.

O anúncio do envio de navios de guerra americanos acontece na véspera de uma visita de Zelensky à Turquia para se reunir com o presidente turco, Recep Tayyip Erdogan.

fo/zak/ach/me/mar/zm/tt