Últimas Notícias
ECONOMIA
IPC-S repete taxa de 1,00% na 1ª quadrissemana de abril, afirma FGV
O Índice de Preços ao Consumidor - Semanal (IPC-S) registrou aumento de 1,00% na primeira quadrissemana de abril, a mesma taxa observada no fechamento de março, divulgou nesta quinta-feira a Fundação Getulio Vargas (FGV)

Por Estadão Conteúdo

Crédito: Divulgação/Internet

O Índice de Preços ao Consumidor - Semanal (IPC-S) registrou aumento de 1,00% na primeira quadrissemana de abril, a mesma taxa observada no fechamento de março, divulgou nesta quinta-feira a Fundação Getulio Vargas (FGV). A alta acumulada nos 12 meses até abril é de 7,37%, acima do avanço de 6,11% nos 12 meses até março.

Das oito categorias de despesas que compõem o indicador, cinco registraram aumento em relação ao fechamento de março, com destaque para Comunicação, que saltou de 0,01% para 0,20%. Nesse conjunto de preços, a maior influência partiu do item combo de telefonia, internet e TV por assinatura (-0,01% para 0,38%).

Alimentação (0,03% para 0,13%), Vestuário (0,11% para 0,22%), Saúde e Cuidados Pessoais (0,57% para 0,70%) e Despesas Diversas (0,22% para 0,33%) também ajudaram a pressionar o IPC-S da primeira quadrissemana de abril para cima. Dentro desses grupos, os itens mais destacados foram artigos de higiene e cuidado pessoal (0,98% para 1,49%), serviços bancários (0,05% para 0,21%), roupas femininas (-0,27% para 0,09%) e laticínios (-0,87% para -0,21%).

O maior decréscimo registrado foi no grupo Transportes, influenciado por gasolina (11,05% para 9,82%), passagem aérea (-2,73% para -4,42%) e etanol (17,33% para 15,29%). Também houve arrefecimento nos grupos Educação, Leitura e Recreação (-0,37% para -0,52%) e Habitação (0,75% para 0,68%), que registrou uma queda de 1,02% para 0,76% no item tarifa de eletricidade residencial.