Últimas Notícias
INTERNACIONAL
Não precisa de máscara para pegar sol, ou entrar no mar, esclarece governo espanhol
Prestes a impor o uso obrigatório de máscara em todos os espaços públicos, gerando polêmica nas regiões costeiras diante da chegada do verão (inverno no Brasil), o governo espanhol esclareceu: ela não é necessária para tomar sol, se as distâncias forem respeitadas, nem para mergulhar no mar

Por AFP

Crédito: Divulgação/Internet

Prestes a impor o uso obrigatório de máscara em todos os espaços públicos, gerando polêmica nas regiões costeiras diante da chegada do verão (inverno no Brasil), o governo espanhol esclareceu: ela não é necessária para tomar sol, se as distâncias forem respeitadas, nem para mergulhar no mar.

Uma lei que entrou em vigor na semana passada para generalizar o uso de máscaras ao ar livre, inclusive na praia, gerou críticas, em especial nas regiões litorâneas, no momento em que a Espanha, um país altamente dependente do turismo, prepara-se para o verão e defende a implantação de um passaporte de vacinas.

A norma foi ajustada em uma reunião do governo com representantes de saúde das regiões do país, na noite de quarta-feira (7).

A partir de agora, as pessoas poderão tirar a máscara na praia, desde que "respeitando a distância mínima de 1,5 metro em relação a outras pessoas que não morem juntas", afirma um comunicado do Ministério da Saúde.

Está mantido, no entanto, o uso de máscara para caminhadas na areia, acrescenta a nota.

Do mesmo modo, esclarece-se que "outras atividades incompatíveis com o uso da máscara" são "banho de mar, lagos, represas, rios, ou outras zonas balneares, bem como em piscinas ao ar livre, ou cobertas", assim como "os momentos estritamente necessários para comer, ou beber".

Obrigatória desde maio de 2020 nas ruas, sob pena de multa, o uso de máscara foi imposto na Espanha logo após a primeira onda da pandemia.

Até agora, o país acumula 3,3 milhões de casos de contágio e mais de 76.000 mortos por covid-19.

mig/du/mis/tt