Últimas Notícias
INTERNACIONAL
Biden fala com o Rei da Jordânia e expressa seu "forte apoio"
O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, expressou "forte apoio" ao rei Abdullah da Jordânia em uma conversa telefônica na quarta-feira (7), após uma suposta sedição envolvendo o meio-irmão do monarca, informou a Casa Branca

Por AFP

Crédito: Divulgação/Internet

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, expressou "forte apoio" ao rei Abdullah da Jordânia em uma conversa telefônica na quarta-feira (7), após uma suposta sedição envolvendo o meio-irmão do monarca, informou a Casa Branca.

Em um comunicado, o governo dos EUA disse que Biden usou o telefonema "para expressar forte apoio dos EUA à Jordânia e ressaltar a importância da liderança do Rei Abdullah II para os Estados Unidos e a região".

A nota também indicou que "juntos eles discutiram os fortes laços bilaterais entre a Jordânia e os Estados Unidos, o importante papel da Jordânia na região e o fortalecimento da cooperação bilateral em múltiplas questões políticas, econômicas e de segurança".

Durante a conversa, Biden reiterou seu apoio a uma solução de dois Estados, israelense e palestino, para encerrar o conflito no Oriente Médio. Essa opção, favorecida por décadas pela comunidade internacional, foi questionada por Donald Trump durante sua gestão.

A Jordânia foi abalada no fim de semana passado por uma crise sem precedentes envolvendo o meio-irmão do rei Abdullah, o príncipe Hamza.

Em mensagem lida em seu nome na televisão pública nesta quarta-feira, ele disse: "Posso garantir que a sedição foi cortada pela raiz. O desafio dos últimos dias não foi o mais perigoso para a estabilidade do país, mas foi o mais doloroso para mim, porque as partes envolvidas nesta sedição estavam no país, e no exterior".

"Hamza está hoje com sua família em seu palácio, sob minha proteção. Ele prometeu perante a família (Hachemita) seguir o caminho de seus pais e avós, ser fiel à sua mensagem e colocar o interesse da Jordânia, sua constituição e suas leis acima de qualquer outra consideração ", disse o rei Abdullah em sua mensagem.

co/ec/mls/lda/ap