Últimas Notícias
INTERNACIONAL
Hunter Biden admite que empresa ucraniana que o contratou via seu nome como 'ouro'
Hunter Biden, filho do presidente dos Estados Unidos Joe Biden, admitiu que provavelmente foi recrutado para o conselho de administração da empresa ucraniana Burisma, o que atraiu críticas contra seu pai no ano passado, porque consideravam seu nome "ouro"

Por AFP

Crédito: Divulgação/Internet

Hunter Biden, filho do presidente dos Estados Unidos Joe Biden, admitiu que provavelmente foi recrutado para o conselho de administração da empresa ucraniana Burisma, o que atraiu críticas contra seu pai no ano passado, porque consideravam seu nome "ouro".

Em uma entrevista à BBC divulgada na terça-feira (6) por ocasião da publicação do seu novo livro de memórias, "Beautiful Things", Hunter Biden confirmou parcialmente as alegações dos republicanos de que ele se beneficiou do nome de sua família quando seu pai era vice-presidente.

O filho do presidente democrata insistiu que teve uma carreira empresarial de sucesso, independentemente da posição de seu pai como senador por Delaware.

Mas ele disse pela primeira vez que sua nomeação para o conselho da enorme empresa de energia ucraniana em 2014, quando seu pai era vice-presidente no governo Barack Obama, provavelmente estava ligada "em grande parte" ao seu nome. "Acho que viram meu nome como ouro", disse ele à BBC.

Biden atuou no conselho de administração, ganhando mais de US$ 50.000 por mês, de 2014 a 2019.

Naquele ano, seu pai começou a preparar sua candidatura à presidência e soube-se que assessores do então presidente Donald Trump procuravam na Ucrânia informações que pudessem prejudicar os Bidens.

Mais tarde, em 2019, Trump pressionou o governo ucraniano a fornecer-lhe informações para apoiar as alegações de corrupção contra os Bidens, um ato que levou ao primeiro julgamento de impeachment do ex-presidente.

Hunter Biden disse à BBC que o momento de sua contratação pela Burisma estava relacionado à anexação da Crimeia pela Rússia em 2014 e seu suposto apoio aos rebeldes no leste da Ucrânia.

Os russos, disse Biden, queriam confiscar os recursos naturais da Ucrânia e um oleoduto, e Burisma se sentiu vulnerável.

"Eu sei que Burisma queria fazer algo. Eles queriam criar um baluarte contra a agressão russa", disse ele. "Eles sabiam que tinham que se expandir internacionalmente e em outros setores para se diversificar e se proteger. O nome de Biden é sinônimo de democracia e transparência, por isso disse que era ouro para eles".

O filho do presidente afirmou que seu trabalho no conselho de administração da empresa se concentrou "100%" na gestão empresarial e nas questões de transparência.

Na entrevista, Hunter Biden não explicou suas relações comerciais com uma mulher russa bem relacionada e um fundo de investimento chinês, que, segundo os republicanos, também se beneficiaram de suas conexões.

pmh/caw/gma/lda/ap