Últimas Notícias
INTERNACIONAL
Irlanda abrandará restrições anticovid a partir de abril
A Irlanda, submetida a um confinamento de três meses para conter a covid-19, abrandará progressivamente suas restrições a partir de 12 de abril, e contempla reabrir os estabelecimentos comerciais não essenciais em maio, anunciou nesta terça-feira (30) o primeiro-ministro, Micheal Martin

Por AFP

Crédito: Divulgação/Internet

A Irlanda, submetida a um confinamento de três meses para conter a covid-19, abrandará progressivamente suas restrições a partir de 12 de abril, e contempla reabrir os estabelecimentos comerciais não essenciais em maio, anunciou nesta terça-feira (30) o primeiro-ministro, Micheal Martin.

O país, de cinco milhões de habitantes, se confinou pela terceira vez depois do Natal, castigado por uma onda atribuída à variante surgida no Reino Unido.

A partir de 12 de abril, as escolas reabrirão completamente, as pessoas não conviventes poderão se reunir em áreas externas e serão autorizados os deslocamentos não essenciais em um raio de até 20 quilômetros da residência ou dentro da província de domicílio.

No entanto, as restrições mais importantes vão vigorar até 4 de maio. "Estamos na última parte desta terrível viagem", declarou o primeiro-ministro em discurso televisionado.

O governo estudará em maio reabrir progressivamente os comércios considerados "não essenciais", os salões de cabeleireiro, as bibliotecas e os museus.

Até hoje, o coronavírus causou 4.481 mortes no país. Nas duas primeiras ondas, foram registradas cifras relativamente baixas de casos e óbitos por covid-19.

jts-spe/mba/jvb/dga/mvv