Últimas Notícias
INTERNACIONAL
Berlim e Munique suspendem vacinação com AstraZeneca para menores de 60
As cidades alemãs de Berlim e Munique anunciaram, nesta terça-feira (30), a suspensão do uso da vacina anticovid da AstraZeneca para homens e mulheres com menos de 60 anos, como medida de precaução, e estão à espera de novas recomendações do governo

Por AFP

Crédito: Divulgação/Internet

As cidades alemãs de Berlim e Munique anunciaram, nesta terça-feira (30), a suspensão do uso da vacina anticovid da AstraZeneca para homens e mulheres com menos de 60 anos, como medida de precaução, e estão à espera de novas recomendações do governo.

De acordo com a emissora pública local RBB, a região de Brandenburgo, perto de Berlim, tomou uma decisão semelhante.

"Decidimos, por precaução, suspender a vacinação das pessoas com menos de 60 anos com AstraZeneca", disse a responsável por Saúde no Senado de Berlim, Dilek Kalayci.

A vacina se encontra sob suspeita em vários países, após a ocorrência de casos isolados graves de formação de coágulos sanguíneos.

"Em Berlim, até agora não temos casos graves de efeitos colaterais", informou Kalayci.

Todos os agendamentos de vacinas para pessoas maiores de 60 anos com o imunizante da AstraZeneca foram cancelados em Berlim, acrescentou.

Na segunda-feira, Euskirchen (oeste) interrompeu a vacinação em mulheres menores de 55 anos com o produto do laboratório anglo-sueco, após constatar casos de trombose em duas mulheres.

O Instituto Médico Paul Ehrlich, que assessora o governo sobre a vacinação, analisa 31 relatos de coágulos sanguíneos em vacinados com a AstraZeneca, de acordo com a revista Spiegel nesta terça.

Quase todos os casos constatados afetam mulheres jovens ou de idade mediana.

Vários países suspenderam a vacinação com este produto nos jovens, entre eles a Suécia, Finlândia, Islândia e França. Na segunda-feira, o Canadá também anunciou uma medida semelhante para os menores de 55 anos, à espera de análises complementares.

smk/yap/sg/pc/bl/tt/aa