Últimas Notícias
INTERNACIONAL
Bolívia recebe 228 mil vacinas da AstraZeneca pelo mecanismo Covax
A Bolívia recebeu neste domingo (21) um primeiro lote de 228 mil vacinas da AstraZeneca por meio do mecanismo Covax, que vai reforçar sua campanha de imunização contra a covid-19, iniciada em fevereiro com o pessoal da saúde e que segue com pessoas com comorbidades

Por AFP

Crédito: Divulgação/Internet

A Bolívia recebeu neste domingo (21) um primeiro lote de 228 mil vacinas da AstraZeneca por meio do mecanismo Covax, que vai reforçar sua campanha de imunização contra a covid-19, iniciada em fevereiro com o pessoal da saúde e que segue com pessoas com comorbidades.

Um avião da Força Aérea Boliviana transferiu a carga, que veio de Miami, de Santa Cruz para La Paz, e foi recebido por uma delegação oficial liderada pelos ministros das Relações Exteriores, Rogelio Mayta, e da Saúde, Jeyson Auza, e integrada por representantes do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) e da Organização Mundial da Saúde (OMS).

"A Bolívia será beneficiada com a entrega de 672 mil doses (pelo mecanismo) até abril", disse o chanceler boliviano, depois de garantir que o país andino tem as vacinas necessárias para imunizar toda sua população.

Duas remessas adicionais de 108 mil e 300 mil vacinas da AstraZeneca doadas pelo mecanismo Covax chegarão em abril, detalhou Alma Morales, representante da Organização Pan-Americana da Saúde (Opas) na Bolívia.

A Opas/OMS esclareceu em seu site que "os lotes que a Bolívia receberá foram fabricados pelo Serum Institute of India (SII)" e, portanto, não são os mesmos que circulam na Europa e apresentaram observações para algumas reações adversas.

Até agora, a Bolívia "recebeu 20 mil doses da vacina russa Sputnik V e 500 mil doses da vacina da farmacêutica chinesa Sinopharm", afirmou o ministro da Saúde em coletiva de imprensa.

O cronograma oficial prevê a vacinação de pessoas com mais de 60 anos a partir de abril e incluirá progressivamente as demais faixas etárias. Segundo Auza, a expectativa é concluir o processo em setembro.

O Ministério da Saúde relatou 148.588 vacinados com a primeira dose e 18.572 com a segunda até o momento.

Com 11,5 milhões de habitantes, a Bolívia acumula mais de 264 mil infectados com covid-19 e ultrapassa 12 mil mortes.

gbh/apg/dga/ic