Últimas Notícias
ECONOMIA
Há grande chance de economia da zona do euro encolher no semestre, diz BCE
Enquanto especialistas discutem a emergência de uma terceira onda de covid-19 na Europa, o vice-presidente do Banco Central Europeu (BCE), Luis de Guindos, avaliou nesta quinta-feira, 25, que existe uma "grande chance" de a economia da zona do euro encolher no primeiro semestre

Por Estadão Conteúdo

Crédito: Divulgação/Internet

Enquanto especialistas discutem a emergência de uma terceira onda de covid-19 na Europa, o vice-presidente do Banco Central Europeu (BCE), Luis de Guindos, avaliou nesta quinta-feira, 25, que existe uma "grande chance" de a economia da zona do euro encolher no primeiro semestre. "Se a vacinação acelerar, podemos ter uma recuperação no segundo semestre", estimou o dirigente, no painel virtual "Observatório das Finanças" promovido pelo jornal El Español.

Guindos reforçou, na sua rápida participação no evento, que a autoridade da zona do euro pode ajustar o programa de compras de ativos caso julgue necessário ampliar o apoio monetário ao sistema financeiro local.

Ele, porém, alertou que a inflação por lá está mais forte neste momento do que se previa anteriormente.

Sobre a adoção do euro digital, o vice-presidente do BCE voltou a dizer que os estudos sobre o tema seguem na instituição. "O euro digital seria um sinal dos tempos, mas temos de analisá-lo com cautela", ressaltou, de olho nos impactos econômicos de uma criptomoeda endossada pela autoridade monetária.