Últimas Notícias
INTERNACIONAL
Turquia acusa Grécia de lançar migrantes algemados no mar
As autoridades turcas acusaram, nesta sexta-feira (19), os guarda-costas gregos de terem matado ao menos três migrantes jogando-os no mar com as mãos atadas e afirmaram que resgataram outros três com vida

Por AFP

Crédito: Divulgação/Internet

As autoridades turcas acusaram, nesta sexta-feira (19), os guarda-costas gregos de terem matado ao menos três migrantes jogando-os no mar com as mãos atadas e afirmaram que resgataram outros três com vida.

"Na noite passada, os guarda-costas gregos agrediram sete migrantes, roubaram seus pertences e algemaram suas mãos antes de jogá-los no mar sem colete salva-vidas ou barco de resgate. Eles os abandonaram à própria sorte", disse no Twitter o ministro turco do Interior, Suleyman Soylu.

Os guarda-costas turcos disseram que socorreram três pessoas e recuperaram três corpos no mar Egeu. "As tarefas de busca continuam para encontrar a última pessoa desaparecida", disseram em um comunicado.

Soylu divulgou um vídeo de um homem que se apresenta como um dos sobreviventes e explica que o grupo de migrantes do qual fazia parte foi detido pelas autoridades gregas na quinta-feira, quando estavam perto da ilha de Quíos, após uma viagem que começou na Turquia.

"Pegaram o nosso dinheiro e nossos telefones e nos agrediram. Éramos sete. Nos jogaram no mar aos chutes", disse ele em turco.

Outro homem, também apresentado como um migrante, aparece neste vídeo com as mãos atadas com uma corda de plástico.

A AFP não conseguiu verificar essas declarações de forma independente.

Essa não é a primeira vez que os guarda-costas gregos são acusados deste tipo de prática, mas as autoridades de Atenas sempre negaram as acusações.

O mar Egeu é uma das principais rotas usadas pelos migrantes para entrar clandestinamente na Europa.

gkg/ezz/cac/bl/es/aa